Vereadores de oposição visitam dois mercados públicos e afirmam que situação é ‘assustadora’

Caminhando por entre as vielas dos mercados, o vereador Bruno Farias, líder da oposição, relatou a situação extremante degradante e precária da infraestrutura dos locais. “Encontramos uma realidade assustadora, com problemas graves de infraestrutura, destacando-se a falta de limpeza, a depredação dos boxes, o esgoto correndo a céu aberto, a precariedade do acondicionamento dos alimentos, enfim, o abandono completo e o desprezo total”.

Segundo Bruno, é de chocar o que foi visto no dia de hoje nos mercados públicos, em especial no Mercado de Oitizeiro. “Verificamos frutas colocadas no chão, disputando espaços com cães, gatos, ratos e baratas. Animais com ferimentos expostos passando pelos alimentos, urinando nos gêneros alimentícios; freezers enferrujados congelando carnes, peixes e aves; entulhos de lixos e de materiais de construção ao lado dos bancos da feira; um mau cheiro insuportável; um pesadelo da vida real”.

O vereador afirmou que se trata de uma questão de saúde pública, pois a falta de higiene, o mau cheiro no local e o abandono dos mercados é um desrespeito aos comerciantes e aos cidadãos que frequentam o dia a dia dos mercados. “Ouvimos depoimentos estarrecedores dos feirantes que se sentem desprotegidos e desamparados pela Prefeitura. Estamos diante de um caso muito sério de saúde pública”.

A bancada de oposição acredita que, mais do que uma disputa política, essa questão dos mercados, ao invés de nos distanciar, deve unir todas as correntes políticas da cidade em favor da restruturação dos mercados públicos. “Não estamos comemorando, mas chamando a atenção da CMJP e das autoridades públicas para que possamos vencer essas dificuldades. É uma satisfação chegar ao Mercado da Torre e ver com ele melhorou, isso nós reconhecemos, mas esses mercados que visitamos hoje são uma vergonha, uma chaga em nossa cidade”, disse Bruno.

“É preciso que o Prefeito tome as rédeas da gestão e apresente um plano de reforma dos mercados públicos, notadamente no Mercado de Oitizeiro, porque não cuidar de um espaço tão importante de nossa cidade, que fica na entrada de João Pessoa, é demonstrar uma insensibilidade sem tamanho com os cidadãos que aqui moram”, finaliza Bruno.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.