Luciano Cartaxo amplia investimento em segurança alimentar e estimula agricultura familiar no Estado

Estimulado pelos resultados positivos da política de segurança alimentar e nutricional que beneficia mais de 120 mil pessoas na Capital, o prefeito Luciano Cartaxo anunciou na manhã desta quinta-feira (23) que João Pessoa vai ampliar o acesso dos pequenos produtores rurais, de todas as regiões do Estado, na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), que funciona no bairro José Américo. O anúncio aconteceu durante o “Encontro de Planejamento de Desenvolvimento Sustentável”, realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) contando com prefeitos e gestores de 19 municípios.

Mantida pela gestão municipal, a Cecaf atende, por meio de parcerias com associações e cooperativas, 28 municípios paraibanos, das zonas da Mata Norte e Sul. A meta é ampliar este alcance chegando a todo o território estadual, abrindo espaço para a produção do Planalto da Borborema, Vale do Paraíba e do Sertão. Outra iniciativa importante será a ampliação do funcionamento do espaço, que atualmente tem feiras às quintas-feiras e sábados. Com o aumento da oferta de comércio, a Cecaf passará a funcionar todos os dias.

“João Pessoa tem sido parceira da agricultura familiar e promovido o desenvolvimento sustentável. Vamos ampliar este trabalho, que rende frutos não apenas para a pequena e o pequeno agricultor, com a geração de renda, mas também para a população, que pode adquirir produtos saudáveis, com economia, pois a compra é feita diretamente ao produtor”, afirmou Luciano.

Organizado pelo Colegiado de Desenvolvimento Territorial da Zona da Mata Norte Paraibana, em parceria com a PMJP, o encontro reuniu os gestores dos 19 municípios do Estado na própria Cecaf, no bairro do José Américo, em João Pessoa. Hoje, a Central de Comercialização tem 180 pequenos produtores cadastrados e proporciona a venda de mais de 50 toneladas de alimentos por mês. Só nos dois primeiros meses de 2017, o volume comercializado foi de aproximadamente R$ 300 mil.

“A presença dos gestores que hoje já integram o projeto é importante para que eles possam ver de perto o impacto que ele tem sobre a vida do pequeno produtor rural. Eles, com certeza, saem daqui muito mais estimulados a apoiar a agricultura familiar de seu município”, afirmou Luciano.

O prefeito adiantou que já está sendo feito um levantamento com o perfil da produção agrícola de todos os territórios da Paraíba, para atrair a presença de produtores de todo o Estado. “Para isto, será muito importante a parceria com as prefeituras municipais e com associações ligadas à agricultura familiar. Com esta iniciativa, fortalecemos a economia de João Pessoa e dos municípios envolvidos, pois o lucro obtido pelo produtor com certeza é investido em sua própria cidade”, observa o prefeito Luciano Cartaxo.

Estrutura – Funcionando em uma área de mais 5,5 mil metros quadrados, a Cecaf conta com uma estrutura de 120 bancas, 12 boxes e 2 câmaras frias para o acondicionamento de alimentos. O espaço começou a funcionar em 2015, inicialmente, com 43 agricultores de 14 municípios.

Com a adesão cada vez maior das associações rurais, o número de produtores saltou para 180 e o de municípios envolvidos dobrou para 28. No espaço, são comercializadas frutas, verduras, carnes, peixes, ovos e outros produtos. Há também espaço para a atuação de artesãos dos municípios, e de comunidades indígenas e quilombolas.

Os investimentos com recursos próprios da gestão municipal também são decisivos para o crescimento do espaço. Entre 2015 e 2017, por exemplo, foi aplicado mais de R$ 1,1 milhão na manutenção e ampliação do espaço.

Segurança alimentar – A Cecaf é um importante instrumento da política de segurança alimentar e nutricional implementada pela gestão do prefeito Luciano Cartaxo e apontada pelo Ministério do Desenvolvimento Social como uma referência no Brasil. As ações adotadas motivaram inclusive a visita de uma missão internacional da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO).

Além da Central de Comercialização, João Pessoa compra diretamente a produção do Cinturão Verde, áreas rurais da Capital, de Alhandra, Pitimbu e Pedras de Fogo. São mais de 1 mil toneladas de alimentos por ano para abastecer cinco Cozinhas Comunitárias que fornecem cerca de 1 mil refeições por dia, além de garantir cinco refeições por dia nas creches, a merenda da rede escolar municipal e o trabalho de diversas instituições sociais.

Em 2016, foram investidos R$ 2,31 milhões na compra de alimentos dos produtores do Cinturão Verde, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, que garante o funcionamento de um banco de alimentos responsável por beneficiar em torno de 68 mil pessoas.

Participaram do encontro na Cecaf, prefeitas e prefeitos, vereadores e gestores de Baía da Traição, Cabedelo, Capim, Cruz do Espírito Santo, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Mamanguape, Mari, Mataraca, Riachão do Poço, Rio Tinto, Sapé, Sobrado, Lucena, Jacaraú, Pedro Régis, Marcação e Santa Rita.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.