Após nova liberação, Prefeitura da Capital chega a quase R$ 35 milhões em créditos do Banco Cidadão

Apostar nas pessoas, motivar ideias e acreditar que todos são capazes de superar as adversidades e ter um futuro melhor. Com este olhar, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) contribui, através do Banco Cidadão, para a geração de emprego e renda com a liberação de crédito para capital de giro e novos negócios. Na manhã desta quarta-feira (15), o prefeito Luciano Cartaxo entregou, no auditório do Paço Municipal, cheques a 216 microempreendedores da Capital, no valor de R$ 1.016.400, fortalecendo e trazendo mais esperança para as pessoas que querem empreender, serem donas do próprio negócio e ganhar autonomia financeira. Com mais estes cheques, a PMJP chega a marca de R$ 34.6 milhões entregues em crédito desde 2013.

Luciano Cartaxo iniciou o dia visitando o comércio de dona Maria Edileuza dos Santos, no Mandacaru. É lá que ela tira o sustento da família em uma lanchonete montada com recursos do Banco Cidadão, onde vende salgados, tortas, sopa e já conseguiu contratar, inclusive uma assistente. “Tenho que agradecer esta parceria da Prefeitura pois através dela, aproveitando essa oportunidade é que eu estou crescendo, conseguindo trabalhar e sustentar meus filhos”, afirmou. Maria Edileuza recebeu, hoje, um novo empréstimo da PMJP para expandir seus negócios, criando uma pastelaria para produzir salgados para fornecer para outras lanchonetes.

E foi exatamente isso que o prefeito conseguiu ver: a transformação na vida das pessoas, através do apoio e incentivo dado pelo microcrédito para o pequeno empreendedor. “Não adianta só falar de números. A melhor coisa é ver na prática o que nós podemos fazer. Fiz questão de conhecer de perto a vida de uma das beneficiadas com este microcrédito e ver como o comércio conseguiu mudar sua vida. Isso nos dá garra e ânimo de fazer por mais pessoas, para que o alcance e resultados do trabalho do Banco Cidadão se multiplique e melhore a vida desses empreendedores”, afirmou o prefeito.

Os recursos liberados atendem a diversos segmentos como de alimentação, vestuário, artesanato, informática, limpeza, ótica, oficina, entre outros. Muitos microempresários procuraram espontaneamente a Secretaria de Trabalho, Produção e Renda para solicitar recursos do Banco Cidadão, mas, além disso, através de uma unidade móvel, a PMJP também buscou facilitar o acesso aos recursos para estimular os investimentos nos pequenos negócios. A unidade móvel esteve, por exemplo, no Mercado Público de Mangabeira e nas feiras livres do Cidade Jardim (Bairro das Indústrias), Cidade Verde (Mangabeira) e no Irmã Dulce (Colinas do Sul).

“Quando a gente começa a descentralizar os recursos com uma unidade móvel, a gente não fica só esperando que o povo venha até a Prefeitura, nós chegamos perto das pessoas, vamos às feiras, mercados, a diversos bairros da nossa cidade para facilitar o acesso, para estimular a nossa economia. Se cada um faz a sua parte, João Pessoa vai superando este período difícil da economia do País. Nosso governo apresenta resultados e isso não é só através de obra de pedra e cal não, a gente faz investimentos que mudam a vida das pessoas, que dão oportunidades de as pessoas crescerem e terem um futuro melhor”, disse Luciano Cartaxo.

A secretária de Trabalho, Produção e Renda Olenka Maranhão, destacou que quem tem interesse em investir encontra na PMJP, uma parceira. “Luciano Cartaxo tem sensibilidade e respeito com aqueles que querem empreender. Quem já tem o pequeno negócio ou quer investir encontra no Banco Cidadão, um parceiro amigo, capaz de garantir capital de giro, condições para investimento e ampliação do pequeno negócio, além do acompanhamento e capacitação que devem ser uma constante. Quando falamos de 216 empreendedores, falamos no envolvimento de 216 famílias porque a forma mais efetiva e de menor custo para se gerar emprego e renda é garantindo apoio ao microempreendedor”, afirmou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.