SAÚDE DOENTE: vereador diz que PMJP não oferece exames de ressonância e cateterismo

O vereador Zezinho Botafogo (PSB) alegou que há um clamor nos bairros da Capital por serviços de Saúde que não estão sendo oferecidos pela Administração Municipal. Entre eles, o parlamentar citou exames de ressonância magnética e de cateterismo, durante sua fala na sessão ordinária desta quarta-feira (21), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“O orçamento da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) aumentou do ano passado para este e o discurso é de que na Administração Municipal não há crise, só inauguração de obras. Entretanto, há um clamor em todos os bairros da cidade, pois não há quem consiga realizar determinados exames na rede pública de saúde”, alegou Zezinho Botafogo.

O parlamentar afirmou que o Hospital Santa Isabel não estaria oferecendo exames de ressonância magnética. Além disso, ele lembrou que o único hospital conveniado com a Administração Municipal para procedimentos do coração seria o Monte Sinai. Porém, Zezinho alertou que a unidade não estaria recebendo repasses da PMJP e que, por isso, não vai mais realizar procedimentos de cateterismo.

“A máquina responsável pelos exames de ressonância magnética no Santa Isabel está quebrada há mais de três anos e ainda não foi consertada pela PMJP. Além disso, uma funcionária do Monte Sinai me informou que a unidade, que geralmente ofertava dez cateterismos por dia, passou a oferecer apenas um, e vai interromper os exames porque a PMJP não faz o devido pagamento. O procedimento custa R$ 1.600,00, em média, pro cidadão”, destacou Zezinho Botafogo.

O parlamentar ainda enfatizou que a atual Gestão Municipal faz propaganda das três Unidades de Pronto Atendimento (UPA) que criou nos bairros do Bessa, Cruz das Armas e Valentina, porém, segundo Zezinho, duas delas não funcionam.  

“Além disso, foi aprovado um projeto para a reconstrução do Teatro Juteca, em Cruz das Armas, com recursos federais, porém o trabalho ainda não foi realizado. O Estádio da Graça, no mesmo bairro, está há quatro anos fechado, sem manutenção, nem equipamentos. Outro problema é a paralisação da reforma no Ginásio Hermes Taurino, em Mangabeira”, apontou o vereador.

Da redação com assessoria

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.