Cida defende diálogo com o povo e Ricardo denuncia que Cartaxo esqueceu os mais pobres

Precária pavimentação das ruas, mau funcionamento da Unidade de Saúde da Família e falta de diálogo com a população foram alguns dos problemas apontados pelos quase 500 moradores do bairro do Cristo que estiveram na última plenária Fala Cidade, que reuniu a pré-candidata à Prefeitura de João Pessoa, Cida Ramos, o governador Ricardo Coutinho, a deputada estadual Estela Bezerra e lideranças comunitárias da região. Na ocasião, Cida Ramos falou da necessidade da retomada do projeto progressista na administração municipal.

“Nossa cidade pode muito mais e cada dia percebemos mais isso no contato que temos com a população. O povo quer de volta aquela forma de administração que foi implantada nesta cidade quando Ricardo Coutinho esteve à frente da prefeitura, olhando para os bairros que mais precisam. É absurdo pensar que, quando prefeito, Ricardo drenou e pavimentou 48 ruas só na região do Cristo, enquanto Cartaxo pavimentou somente 38 ruas em toda João Pessoa. Não há mais diálogo com os que mais precisam e o povo sente a diferença, sente necessidade de apostar no novo porque sabe que só assim sairemos dessa estagnação”, disse.

O governador Ricardo Coutinho também esteve na plenária e criticou as prioridades que tem estabelecido a atual administração municipal. “Os bairros mais distantes da praia e do centro da cidade foram esquecidos nos últimos anos. O que é que este prefeito que governa há quase quatro anos conseguiu fazer aqui no Cristo, no Rangel ou em Jaguaribe? Ele não conseguiu fazer nada. João Pessoa tem novas demandas e novos desafios por isso é preciso alguém com olhar e compromisso com as parcelas mais carentes da nossa população”, destacou.

O governador disse ainda que quando gestor municipal o orçamento anual da prefeitura era de R$ 600 milhões e que, na época, fez muito mais do que o atual prefeito com orçamento de R$ 1,8 bilhão. A deputada Estela Bezerra também participou do Fala Cidade e destacou a necessidade de retomar o progresso na capital paraibana. “João Pessoa precisa ser resgatada para que volte a se desenvolver nos parâmetros que Ricardo implantou a partir de 2005”.

O líder comunitário do Cristo Redentor, Romilson Evangelista, elencou os principais problemas da região. “A saúde é nosso maior problema, está um caos aqui no nosso bairro. As USFs não funcionam, não tem sequer uma dipirona, falta também profissionais. Estamos com uma epidemia da Zika e a prefeitura não nos socorre. O segundo maior problema é nossas ruas, a maioria sem pavimentação. Outra coisa séria é a iluminação das ruas, muito precária”, disse.

Outro morador da região é Lucinaldo Lins, da comunidade Jardim Itabaiana, que denunciou a falta de comprometimento de Luciano Cartaxo. “Todo o Cristo está revoltado com essa gestão. As políticas públicas desapareceram do bairro do Cristo e de suas comunidades. Houve uma promessa do atual prefeito que o CAES do Cristo iria funcionar 24 horas. Mas isto não está acontecendo. O prefeito mentiu sim quando disse que o PSF iria funcionar 24 horas e hoje sequer tem remédio”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.