Assembleia Legislativa celebra 18 anos do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária

A Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (13), Audiência Pública para discutir e celebrar os 18 anos do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera).

Para o presidente da Comissão de Educação, deputado Buba Germano, a educação do homem do campo ser estimulada. “O êxodo rural, muitas vezes, ocorre por falta de capacitação. Precisamos estimular as comunidades do campo com educação de qualificação técnica e habitação. Só assim essas famílias começarão produzir. É esse o viés da agricultura familiar difundido pelo Pronera”, afirmou.

O autor da propositura da Audiência, deputado Frei Anastácio, falou da atuação do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária na Paraíba. “O Pronera foi fundado em 1998. De lá para cá tem educado jovens e adultos nos assentamentos do nosso estado. O programa leva assistência técnica para os trabalhadores do campo através da educação”, explicou.

O membro da Comissão Pedagógica Nacional do Pronera, Jonas Duarte da Costa, avaliou que o que moveu o nascimento do Pronera foi a palavra de ordem que surgiu dos movimentos sociais e afirmou que o programa é uma vitória da educação e da reforma agrária. “O programa completa 18 anos e temos o que comemorar. Formamos mais 180 mil educandos em todo país, jovens e adultos, com o diferencial que nós conseguimos erradicar o analfabetismo em algumas áreas de assentamento”,  concluiu.

Na Paraíba, o Pronera capacitou mais de 3.500 estudantes através de 28 cursos superiores e técnicos. O agricultor Jorge Souza, do município de Pilões, ressaltou as mudanças que passou depois que foi alfabetizado pelo programa. “O Pronera abriu um leque para mim e me ensinou a ser cidadão através da educação”, pontuou.

Estiveram presentes na Audiência Pública, o membro da Comissão Pedagógica Nacional do Pronera, Jonas Duarte da Costa, o superintendente do Incra na Paraíba, Cleofas Caju, a diretora estadual do MST, Dilei Aparecida, o assegurador do Pronera no Incra/PB, José Gentil Medeiros Fernandes, o diretor técnico da EMATER/PB, Vlaminck Paiva Saraiva e o membro da Comissão Pastoral da Terra na Paraíba, Wellington Barbosa.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.