Ruy diz que parecer do MPE comprova mandato de Ricardo é ilegítimo e cobra celeridade no julgamento das Aijes

O presidente do PSDB na Paraíba, Ruy Carneiro, declarou nesta quarta-feira (8) que o parecer do Ministério Público Eleitoral da Paraíba reconhecendo mais uma conduta vedada praticada pelo governador Ricardo Coutinho na campanha eleitoral pela reeleição, em 2014, comprova que o governador não tem legitimidade para estar exercendo o cargo conquistado através do uso da máquina administrativa e abuso do poder político e econômico das mais variadas formas.

“Cada vez mais fica claro que o governador foi reeleito ilegitimamente usando de forma indecorosa o poder, nesse caso específico, para demitir, contratar, perseguir e usar servidores a serviço não do interesse público, mas do seu interesse particular de se manter no cargo. Esperamos que a Justiça conclua os julgamentos das ações que tramitam no Tribunal Regional Eleitoral em tempo de evitar que ele conclua um mandato que por direito não lhe pertence”, reclamou Ruy Carneiro, que disputou a vaga de vice-governador na chapa encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima.

O procurador regional eleitoral, João Bernardo da Silva, acatou parcialmente as denúncias feitas pela Coligação A Vontade do Povo na Ação de Investigação Judicial Eleitoral, conhecida como AIJE de Pessoal, e recomendou a condenação do governador e a vice, Lígia Feliciano, ao pagamento de multa de 50 mil UFIR. A ação acusa o governador de abuso do poder político e econômico ao praticar a nomeação e demissão em massa de servidores em ano eleitoral, contratação e demissão em período vedado, uso de servidores em horário de expediente e perseguição a médicos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.