Unidos, senadores paraibanos conseguem empréstimos para serem investidos na Paraíba

O projeto prorroga por dois anos o prazo de vigência do financiamento de US$23 milhões, já autorizados pelo Senado, para que o Estado da Paraíba tenha acesso a mais uma etapa do Prodetur, programa de incentivo ao Turismo. O senador José Maranhão disse que recebeu, através da Secretaria da Mesa do Senado, o apelo formulado pelo Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, visando a prorrogação do prazo da Resolução do Senado Federal nº 32, de 2014, que autoriza o Estado a contratar operação de crédito externo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

 

Para Maranhão, não há dúvida de que esta é uma questão do mais puro interesse público, que vai garantir obras de infraestrutura. “Todos aqui no Senado sabem que o sistema federativo é extremamente cruel com Estados e Municípios. Isso é uma consequência da estrutura jurídica, da estrutura constitucional que o Brasil tem, que penaliza, permanentemente, Estados e Municípios, sobretudo com relação à participação dos recursos destinados a atividades fins, a atividades meio”, ressaltou José Maranhão, ao lembrar que como governador da Paraíba no passado, pode sentir na própria carne esse tipo de tratamento. Na opinião do senador, o problema só terá uma solução definitiva no dia em que o Senado e a Câmara Federal modificarem o pacto federativo, que hoje penaliza cruelmente Estados e Municípios.

 

O senador Raimundo Lira, autor do projeto de resolução, presidiu a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos pela manhã, onde o texto foi aprovado por unanimidade.  Ele destacou que os três senadores da Paraíba deram apoio total, absoluto e incondicional ao empréstimo aprovado primeiro na Comissão depois no mesmo dia no plenário. “É um empréstimo muito importante que o governo do Estado vai aplicar na área de turismo, e a área de turismo hoje é a que tem maior possibilidade e facilidade de criar novos empregos. Portanto, esse empréstimo vem em uma hora boa em que está precisando o Estado da Paraíba e o Brasil de um modo geral criar novos empregos”, declarou.

 

O senador Cássio Cunha Lima lembrou que o Prodetur surgiu como um esforço dos governadores do Nordeste para conseguir o financiamento do BID. E explicou que em alguns momentos, por escassez de recursos, os Estados não conseguiram ter acesso a todos os financiamentos. Por isso, a necessidade da prorrogação de prazo da vigência do financiamento de US$23 milhões, para que a Paraíba possa ter esse empréstimo modesto, segundo ele, se comparado a outros aprovados no plenário do Senado. “Aqui deixamos qualquer divergência e diferença partidária e política de lado. Estou aqui para representar o Estado, como tenho feito em todas as votações, sem nenhuma exceção”, ressaltou Cássio Cunha Lima.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.