João Azevedo dispara: “João Pessoa precisa saber o que houve na Lagoa”

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente, João Azevêdo, pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, disse voltou a falar sobre as denúncias de desvio de recursos das obras da Lagoa, que passaram a ser investigadas pelo Ministério Público Federal.

O pré-candidato não quis se estender sobre o posicionamento da Câmara Municipal de João Pessoa que ainda não se pronunciou sobre a abertura de um pedido de impeachment protocolado pela bancada de oposição, mas destacou que alguém precisa investigar, por que são denuncias seríssimas. “João Pessoa precisa saber o que aconteceu na Lagoa”.

Nesta terça-feira, 5, em entrevista a uma rádio local, o procurador federal Yordan Delgado, responsável pela investigação no MPF, admitiu acionar a Polícia Federal para investigar o suposto crime praticado contra o erário público. “Após umas diligências iniciais, é possível que depois haja a requisição de inquérito policial para que a polícia investigue a parte criminal e aqui a gente (MPF) investigue a parte de eventual improbidade”, revelou.

Também nesta terça-feira, 5, o juiz Marcos Sales, determinou que o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Durval Ferreira, se manifeste sobre o pedido dos vereadores para instalação da CPI.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.