EU DESISTO! – Leia o novo artigo de Marcos Thomaz

Há tempos não me abismo com as aberrações do governo Bolsonaro

Tenho concentrado minha estupefação em tentar entender a forma de pensar dos que se mantém fiéis, irredutíveis na defesa desse “circo dos horrores”. E, sim, eles ainda são muitos. Mais do que qualquer senso racional poderia conceber!!

Muitos podem alegar que o apoio irrestrito de boa parcela dos bolsonaristas passa por identificação real com as idéias, propostas e “valores”. Logo, seriam fascistas, elitistas, hipócritas etc. Ok, ok, estes seres existem aos milhões mesmo, como os últimos tempos infelizmente nos mostraram…

Outros se achegam, por completa desinformação, vítimas daquela manipulação de fatos e da intoxicação antipetismo e, por tabela, tudo que simbolize esquerda, comunismo e blá blá blá… Sim, tem os alienados, os pouco instruídos, ou os coléricos de sempre, que se alimentam mais de ódio a algo do que afinidade a outra coisa…

Há ainda os defensores dos bons costumes, família, “povo de bem”, e toda aquela bazófia preconceituosa travestida de conservadorismo. Neste bloco se concentram em massa evangélicos, fanáticos religiosos de outras matizes e núcleos dos que se autodeclaram bastiões da tradicional família brasileira!!

Mas e você, aí, não se identificou com nenhum dos grupos acima?? Certo, ufa…  mas prossegue na cruzada de não arredar pé dos apoiadores do mito, né?? E ainda tenta arrumar alguma justificativa mais digna para essa amorfa posição política??

Veja bem, veja bem…

-Como defender um governo que fala em combate a ideologia, mas só propala extermínio de adversários, ou qualquer um que pense diferente e quer militarizar a educação pública?? Já ameaçou publicamente fechar a Folha de São Paulo e Rede Globo!

-Como naturalizar um governo que fala em doutrinação, mas é constituído quase integralmente de setores radicais (militares, fanáticos religiosos e lunáticos terraplanistas, monarquistas etc)??

-Como não se indignar com um governo que fala em “defesa da democracia contra a ameaça comunista” e só enaltece regimes autoritários como a Ditadura Militar e a Monarquia?

-Esse mesmo governo que flerta abertamente com o autoritarismo também “se dá ao luxo” de incitar o povo contra poderes instituídos como a Suprema Corte do país!?!?!

-Como ir às ruas, ocupar redes sociais e “qualquer buraco” para propagar fim dos privilégios, enquanto o próprio presidente atua diretamente para tentar fazer o filho embaixador?? Ou quando o mesmo presidente intervêm em investigação em curso e explicitamente diz que vai trocar superintendente da Polícia Federal, ou o que quer que seja??

-Você aí, cidadão assalariado, desempregado, imerso no mercado informal etc, como acatar passivamente um governo que repassa aos trabalhadores a responsabilidade de “financiar” os nefastos projetos de geração de emprego (alíquota sobre seguro desemprego, flexibilização e precarização dos direitos trabalhistas camuflada de carteira verde e amarelo etc)??

-Essa mesma flexibilização permite, por exemplo, que um trabalhador do setor industrial tenha que trabalhar 7 domingos para ter direito a folgar um. Eu disse 7 domingos, quase dois meses…

-Como acatar o conceito de uma tal “escola sem partido”, enquanto o governo que te representa propõe através de Emenda a Constituição não construir mais escolas?? “Escola sem partido para um país sem escolas”.

Portanto, meus caros, podem fazer o malabarismo, manobra que for, mas nada, absolutamente nada é capaz de legitimar este breve resumo e o calhamaço original de absurdos que diuturnamente esse governo produz. E a geração de catástrofes é autômata,  eles próprios fabricam naturalmente anomalias contra nós e contra si, próprios! Porque não podem oferecer algo diferente do caos, perversidade que os preenche!

E eu? Bem, estou cansado… Exausto de assistir a esta patifaria e tentar fazer incautos, ou desavisados enxergarem o óbvio!! Eu desisto, pois ao contrário do poeta, mentiras sinceras não me interessam…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.