Jovens Embaixadores: Estudante da Rede Estadual é selecionada e vai para os EUA

A estudante Emily Nicole Alves de Sousa da Escola Cidadã Integral Técnica Pastor João Pereira Gomes Filho, conhecida como ECIT Mangabeira, de João Pessoa, é a única paraibana que está entre os 50 alunos da Rede Pública de Ensino de todo o país selecionados pela Embaixada e o Consulado brasileiros para participar do programa Jovens Embaixadores 2020 e viajar para os Estados Unidos. A relação foi divulgada nessa quarta-feira (30).

O programa seleciona os estudantes que têm boa habilidade com a língua inglesa, além de um bom desempenho acadêmico e um desenvolvimento para a liderança e o empreendedorismo. No próximo mês de janeiro, os jovens embarcam para a capital dos Estados Unidos, Washington, onde terão a oportunidade de conhecer pontos turísticos e monumentos históricos do local, além de participar de oficinas de liderança e empreendedorismo para jovens.

A estudante conta que viu na oportunidade a possibilidade de realizar o sonho de viajar para fora do país. Emily explica que, ao perceber a chance de se candidatar ao programa Jovens Embaixadores, deu início à preparação. “Eu vi que seria difícil porque era só uma vaga em todo o estado e eu teria que me esforçar muito. A sensação de ter visto o resultado foi muito gratificante, eu estou muito feliz. Contei à minha professora de inglês que foi muito importante em todo o processo e ao meu líder no projeto de empreendedorismo social, porque eu teria a oportunidade de levar o nosso projeto para os Estados Unidos”, explica a aluna.

Emily está na 3ª série do Ensino Médio e ainda tem dúvidas sobre o que deseja cursar na universidade, mas revela que comércio exterior é uma de suas opções. O recado da estudante para os demais colegas é de motivação. “O mais engraçado é que eu pensei em desistir, por conta das dificuldades que eu senti, mas eu fiz a inscrição e fui até o fim, e o resultado foi muito positivo. A minha mensagem é para que as pessoas não desistam”, conta.

Após a primeira semana, os estudantes serão divididos em grupos e encaminhados para outros estados do país, onde serão recebidos por famílias-anfitriãs. Para uma maior imersão, os jovens irão frequentar as escolas locais, participando de atividades da cultura local e apresentando um pouco sobre o país para os demais colegas.

O programa Jovens Embaixadores está completando 18 anos, por esse motivo, no ano de 2020 haverá mudanças na programação. A partir de janeiro, o foco estará voltado para o cuidado e habilidades para o ambiente de transformação do século atual. A ideia é ofertar as ferramentas necessárias para a solução de problemas de maneira criativa, estimulando os estudantes a expandir a visão de mundo e colaborar para um bom relacionamento entre Brasil e Estados Unidos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.