Cidade Viva reúne mais de 3 mil voluntários neste sábado (26) para celebrar ‘Somos1’

A Cidade Viva vai reunir mais de três mil voluntários neste sábado (26), no Campus Metropolitano, localizado na BR 101 (km 8), no Conde, para celebrar “Somos 1”. O evento, que começa às 15h30, marca o primeiro encontro de todos os voluntários das dez unidades da Cidade Viva, que estão localizadas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Sapé e do Conde.

O ‘Somos 1’ será um evento de ação de graças, comunhão e de celebração do serviço cristão enquanto igreja. O Conselho de Presbíteros da Cidade Viva, liderado pelo pastor sênior Sérgio Queiroz, idealizador do ‘Projeto Cidade Viva’, vai expressar palavras de agradecimento a Deus por cada um dos 3,3 mil voluntários, que servem com alegria, dedicação e amor em mais de 50 projetos ou áreas de atuação da Cidade Viva. Os serviços alcançam hospitais, presídios (masculino e feminino), centros de recuperação de adolescentes; abrigos de idosos e de crianças; nos serviços de recuperação de dependentes químicos e na ajuda e fortalecimento dos codependentes; na comunidade de surdos; nas associações de catadores de recicláveis; nos cursos de qualificação profissional, enfim, nas diversas conexões, ministérios e nos inúmeros serviços realizados nos dez campi da Cidade Viva. Eles formam ‘um verdadeiro exército de servos’ que declaram diariamente o amor pela igreja de Cristo, por meio de atitudes no ‘Ame & Sirva!’.

Mais de 15 anos do Projeto Cidade Viva já se passaram e o Senhor que começou esta obra com dezenas de pessoas, agora levantou centenas de voluntários que amam e, por isso, servem nos três propósitos da igreja: Conectar; Crescer e Compartilhar. Os serviços dos voluntários, que têm transformado a realidade da vida de milhares de outras pessoas nas zonas urbana e rural, são os que fazem a igreja do Senhor acontecer.

“Falar da Cidade Viva é falar de sonho, força, coragem, criatividade, mudança de paradigmas, amor a Deus e ao próximo; além de muita fé, suor e lágrimas, que regaram e continuam a regar o solo dos planos perfeitos do Senhor para essa comunidade. Existimos para servir e para levar adiante tudo o que nos foi determinado fazer. Somos felizes por isso! Somos gratos a Deus por sua preciosa vida. Receba o abraço e o carinho de todos os que fazem a nossa amada Cidade Viva”, escreve a igreja em sua mensagem aos seus voluntários no portal www.cidadeviva.org

Aquecer os voluntários para o Godstock 2019 – A celebração do ‘Somos 1’, que vai reunir milhares de voluntários dos dez campi da Cidade Viva, vai também servir para detalhar a programação da 9ª edição consecutiva do Godstock 2019, que será aberto na próxima quarta-feira (30), com uma Vigília de Oração, no Centro de Convenções Cidade Viva, no bairro Aeroclube, em João Pessoa.

A edição do Godstock 2019 será intensa, pois será realizada em um calendário mais curto, entre 30 de outubro a 17 de novembro, mas não será menos relevante na vida de milhares de outras pessoas que serão alcançados com serviços de evangelismo e de dignificação da pessoa humana. Além dos dez campi da Cidade Viva com os seus 3,3 mil voluntários, a edição deste ano terá a participação de mais de 100 comunidades que estão localizadas em 30 cidades de nove Estados do País, que integram a Rede Godstock.

O movimento Godstock, idealizado pela Cidade Viva, é uma onda de amor e de evangelismo e de dignificação da pessoa humana, que concentra no mês de novembro o ápice do serviço voluntário, do trabalho que já é realizado ao longo do ano pelos milhares de voluntários ativos da Cidade Viva nas 50 áreas de atuação.

Missão e Visão da Cidade Viva – A Igreja Batista do Bessamar passou a ser chamada de Cidade Viva, com a criação da Fundação Cidade Viva, em 2004. O Projeto Cidade Viva é fruto do trabalho árduo e contínuo de centenas de voluntários dedicados que amam servir a missão de Deus, por meio da visão da instituição. A Cidade Viva nasceu para a glória de Deus e para o bem das pessoas e a sua missão é “conduzir pessoas a um relacionamento autêntico com Jesus Cristo, para que vivam com dignidade e sejam frutíferas no mundo”, enquanto a visão da Cidade Viva é “de ser uma comunidade capaz de influenciar João Pessoa, a Paraíba, o Brasil e o mundo a viverem o cristianismo bíblico de maneira relevante em seus contextos sócio-culturais, para a glória de Deus e para a alegria da humanidade”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.