Em São Bento, Justiça recebe denúncia contra Jarques Lúcio por suspeita de superfaturamento em obras; veja documentos

Mais uma denúncia contra a prefeitura de São Bento, no Sertão paraibano, chegou ao Ministério Público e a Polícia Federal, dessa vez por suspeitas de superfaturamento em obras realizadas, coincidentemente, por uma única empresa – a J&V Construções Ltda.

O documento entregue às autoridades relata a relação suspeita da construtora com a administração pública. Apesar de constar em sua razão social um capital de apenas R$ 40 mil, só na gestão Jarques Lúcio (DEM) ela já conseguiu faturar um valor acima de R$ 1,5 milhão.

Em outro dado do documento, é trazida também a informação que a mesma empresa, que conseguiu ser contratada para a execução de 12 obras no município, também seria o administrador direto de outras obras executadas em nome de outras empresas, o que, conforme a denúncia, configuraria uma prática para facilitar acertos financeiros e até mesmo uso de laranjas para burlar a lei.

O alerta, na denúncia, fica por conta de uma obra que estaria em execução, cujo valor de quase meio milhão de reais já teria sido pago, mas o serviço realizado, até agora, não seria compatível com o valor já liberado.

Para o denunciante, na cidade há um esquema de ‘propinoduto’ que precisa ser investigado com urgência antes que os cofres públicos da cidade sejam saqueados por completo.

VEJA A DENÚNCIA ENCAMINHADA AO MPF E À PF

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.