Em Campina, Secretaria esperar vacinar mais de três mil animais contra febre aftosa

A Secretaria da Agricultura de Campina Grande estima que pelo menos 3,8 mil animais devam ser alcançados pela campanha para a aplicação da segunda dose da vacina de prevenção à febre aftosa. Esse trabalho terá início no dia primeiro de novembro próximo e se estenderá até o dia 30 daquele mês.

A primeira dose da vacina contra a aftosa foi aplicada durante o mês de maio passado, período em que técnicos da Secretaria da Agricultura percorreram todos os Distritos e zona rural com o objetivo de levar a medicação preventiva a um maior número possível de rebanhos de bovinos e de bubalinos existentes no município de Campina Grande, independentemente da idade dos animais.

A febre aftosa, que consiste basicamente no aparecimento de aftas na boca e nos pés animais contaminados, provoca perda acentuada de peso e, no casos das vacas, afeta diretamente a produção do leite, o que representa sérios transtornos ao setor pecuário. A doença é transmissível entre os animais, mas extremamente difícil de ser repassada para os humanos.

Em que pese o elevado número de animais a serem medicados durante a campanha marcada para novembro vindouro, o secretário municipal da Agricultura, Renato Benevides Gadelha, garantiu que as doses da vacina já estão asseguradas, o que significa dizer que todos o rebanhos do município serão contemplados com a medicação, inteiramente grátis.

CONTRA A RAIVA – Paralelo aos preparativos da campanha contra a febre aftosa, o programa de vacinação contra a raiva animal vem sendo desenvolvido em caráter permanente pela Secretaria da Agricultura em toda a zona rural do município.

De acordo com o zootecnista Josenilson Belmont de Brito e o técnico agropecuário João Paulo da Silva (foto), responsáveis pelo setor de vacinação da Secretaria da Agricultura, que contam ainda com a colaboração do acadêmico de Medicina Veterinária Alan Carvalho, o setor atende, mensalmente, uma média de 100 animais das espécies bovino, equino, assinino e muar.

A vacina contra a tuberculose também é aplicada gratuitamente pela Secretaria municipal da Agricultura em bezerras entre três a oito meses de idade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.