Santa Rita: 11 mil alunos participam de projeto sobre cultura afro-brasileira

Música, dança, culinária, artesanato, religiosidade, linguagem. É vasta a herança repassada pelos povos africanos que ajudaram a formar a identidade cultural do Brasil. Em Santa Rita, cerca de 11 mil alunos de 37 escolas, urbanas e rurais, participaram do projeto multidisciplinar que valoriza e homenageia a matriz negra.

Para oferecer aos estudantes, do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, a oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura trazida pelos povos africanos, a Secretaria Municipal de Educação de Santa Rita, em parceria com o Instituto Alpargatas, desenvolveu o projeto Cultura Afro-Brasileira, que realiza, de 27 a 29 de agosto, a culminância com apresentações dos trabalhos desenvolvidos em cada unidade escolar.

De acordo com a coordenadora do programa Mais Educação, Adenailde Albuquerque, a importância do tema se apresenta a partir da diversidade da produção de conteúdo nas mais variadas áreas da cultura popular.

“Cada escola escolheu o tema a ser trabalhado e a partir daí desenvolveu pesquisas, discussões, preparação do material a ser apresentado nas culminâncias”, explica Adenailde.

O projeto de Cultura Afro-Brasileira teve início em abril deste ano com a formação dos gestores sobre o tema proposto pelo Instituto Alpagartas. A partir de então, os alunos foram incentivados a pesquisar, debater e interagir com a herança africana formadora da cultura do povo brasileiro.

“Os relatos de identificação das crianças e adolescentes com a cultura africana são constantes nas escolas. O tema se desenvolve nas mais diversas vertentes e, em sua plenitude, valoriza o negro na sociedade e combate a discriminação em qualquer aspecto do cotidiano dos estudantes santa-ritenses”, completa Adenailde.

BELEZA NEGRA

A partir do projeto Cultura Afro-Brasileira, a escola Carlos Arnóbio Di Pace, localizada no distrito de Várzea Nova, realizou o desfile ‘Beleza Negra, que teve como objetivo mostrar todas as características da raça negra e sua grandiosidade.

“Estamos felizes por desenvolver nas meninas o gosto pelos cabelos naturais. A beleza não vem de um cabelo alisado apenas. A raça negra por si só já é bela e esta autoestima que o projeto trouxe não tem preço”, destaca a diretora Josiany Carneiro.

A escola Carlos Arnóbio também apresentou trabalhos de dança, música, pinturas, vestimentas e diversas outras representatividades da cultura negra e que são utilizadas no cotidiano da sociedade brasileira.

INSTITUTO ALPARGATAS

A parceria do Instituto Alpargatas com a Prefeitura Municipal de Santa Rita, através da Secretaria de Educação, veio atender a demanda proposta em lei sobre a necessidade de conhecimento das matrizes culturais brasileiras.

Vera Apolinário, coordenadora do projeto no Instituto Alpargatas, explica que a intenção maior é reconhecer toda a importância dos antepassados e sua colaboração para a formação cultural brasileira.

“Ao longo dos séculos, a cultura valorizada foi a europeia, mas no dia a dia nos deparamos com uma gama de riquezas repassadas pelos povos africanos.  Desde a comida, as vestimentas, os ritmos musicais, as danças e até a própria linguagem são heranças dos povos que foram trazidos para nosso país”, destaca.

De acordo com Vera Apolinário, o projeto tem oportunizado uma série de experiências satisfatórias a partir dos relatos de alunos que descobriram a própria origem e sua importância no Brasil de hoje.

“Cada culminância é uma emoção diferente. São crianças, professores e  comunidade em geral que chegam com vivências inovadoras e descobrimento da própria identidade. Estamos felizes por ser este um projeto que deixa um legado para a população. Isto é o maior prêmio que recebemos”, completa.

Vera Apolinário lembra ainda que a partir de agora o trabalho de parceria com a Secretaria de Educação será para atuar na valorização e apresentação das matrizes indígenas.

Os temas serão repassados aos educadores e, logo em seguida, trabalhados com os estudantes.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.