Gestão de Romero admite que houve irregularidades em internações no Hospital da FAP

Depois de uma semana com as atividades paralisadas, os médicos cirurgiões do hospital da FAP irão retornar às atividades nesta terça-feira (9). O retorno acontece depois que a Secretaria de Saúde do município, atendeu o pedido da categoria e promoveu substituições no setor de auditoria.

Através de um ofício, encaminhado à direção da FAP, a secretária Luzia Pinto anunciou as mudanças desses servidores, muitos comissionados indicados pelo prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD). O pedido de substituição havia sido feito pelos médicos na última sexta-feira, durante um encontro com representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM).

O impasse

Os médicos paralisaram as atividades depois que descobriram que os códigos das AIH’s estariam sendo modificados, sem o consentimento dos profissionais. De acordo com uma denúncia, encaminhada ao Ministério Público, em um dos casos um procedimento que deveria custar R$ 1.075 foi pago por R$ 56, causando prejuízos para os profissionais médicos e ao Hospital da FAP.

De acordo com os profissionais, pelo menos 122 AIH’s foram identificadas com alterações – o que provocaria a diminuição nos valores pagos aos médicos e ao Hospital da FAP. A Secretaria de Saúde nega qualquer tipo de ingerência nas mudanças dos códigos. Veja mais detalhes: http://blogs.jornaldaparaiba.com.br/plenopoder/2019/07/08/saude-substitui-auditoria-e-medicos-da-fap-voltam-amanha-ao-trabalho/

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.