Em seis dias chove o equivalente a 164% do esperado para todo o mês de junho

Entre as manhãs da quarta-feira passada (12) e desta segunda-feira (17) a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) registrou 495,6 milímetros de chuva em João Pessoa. O número equivale a 164% da média histórica durante o mês de junho.

A capital paraibana é a cidade onde mais choveu este ano. De acordo com dados coletados pela Sala de Situação do Governo do Estado, até esta segunda-feira foram registrados 1.488,2 milímetros de chuva. Na sequência, os outros quatro maiores índices pluviométricos de 2019 foram registrados em Sousa (1.238,6 mm), Alhandra (1135,3 mm), Rio Tinto (1035,5 mm) e Baía da Traição (1.025,8 mm).

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, a previsão para a tarde desta segunda-feira é de que o tempo permaneça instável na capital e nas cidades localizadas no litoral paraibano. “Prossegue o deslocamento de aglomerados de nuvens de chuva oriundos do oceano Atlântico em direção à costa paraibana, fenômeno que chamamos de Distúrbio Ondulatório de Leste. Dependendo do deslocamento e intensificação, este fenômeno poderá favorecer na ocorrência de chuvas significativas na faixa litorânea e áreas adjacentes”, alertou a meteorologista Marle Bandeira.

Reservatórios – Dos 129 açudes monitorados pela Aesa, 22 estão com menos de 5% do volume total. Outros 41 têm menos de 20% e 65 reservatórios possuem capacidade superior a 20%. Apenas quatro estão sangrando: Araçagi, na cidade de mesmo nome; Jangada, em Mamanguape; Marés, em João Pessoa; e São Salvador, em Sapé.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.