Governo elabora plano de negócio para o Complexo Portuário de Cabedelo

O grupo de trabalho responsável pela elaboração do plano de negócio para o Complexo Portuário de Cabedelo se reuniu para apresentar sugestões, dividir tarefas e discutir pontos a serem desenvolvidos na formulação do documento. O GT foi instituído por meio do Ato Governamental nº 1.516, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de 6 de maio de 2019 e prevê a definição, elaboração e concepção de um plano de negócios, com o objetivo de apresentar as potencialidades e oportunidades de investimento do Complexo Portuário de Cabedelo e regiões adjacentes.

A reunião, que ocorreu na Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma), foi presidida pelo secretário e coordenador do GT, Deusdete Queiroga, e contou com a presença da secretária executiva dos Recursos Hídricos, Virgiane Melo, e representantes dos demais órgãos da administração estadual, que compõem o grupo de trabalho.

O secretário Deusdete Queiroga informou que serão realizadas reuniões quinzenais e até semanais, dependendo da necessidade, já que o prazo para o encaminhamento do documento é de 90 dias, contados a partir da publicação do Ato, ao chefe do Executivo Estadual. “Esta será uma ação importante e contemplará áreas do Porto de Cabedelo que terá um plano de expansão, o setor de pesca, uma das potencialidades do Estado, a possibilidade de criação de um distrito industrial em Lucena e a utilização do distrito industrial de Caaporã. É um plano de negócio que pretende apresentar a investidores do setor privado do Estado, com vistas a balizar os investimentos na área do Porto e região adjacente, com foco definido na questão da implantação do estaleiro em Lucena até o ano de 2020”, completou o secretário.

Além da Seirhma participam do GT, a Secretaria Executiva de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Estado da Educação (SEECT), a Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (SETDE), Secretaria de Estado da Receita (SER), Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB) e Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.