Nesta semana: OP Temático discute infraestrutura com os moradores da 5ª, 2ª e 6ª Regiões

O OP Temático, canal do Orçamento Participativo para aproximar a gestão municipal e a população, realiza nesta semana três reuniões com os moradores da 5ª, 2ª e 6ª Regiões. O tema escolhido para as reuniões, que acontecem sempre às 19h, foi infraestrutura urbana.

A primeira reunião será na terça-feira (4) na Escola Municipal Nonimando Diniz, no bairro Funcionários II, com os moradores da 5ª Região. Esta é formada pelos bairros José Américo, Água Fria, Cidade dos Colibris (1 e 2), João Paulo II, Ernani Sátiro, Esplanada, Costa e Silva, Grotão, Geisel, Funcionários II, III e IV, além das comunidade Jardim Nova Canaã, Colibris, Laranjeiras, Boa Vista, Citex, Nova República, Nova Trindade III, Lago Sul, Arame, 1º de Abril, Lava Jato, Maria de Nazaré, Presidente Médici, Gauchinha, Taipa, e Sesi.

Já na quarta-feira (5), a reunião será no bairro da Penha, na Escola Municipal Antônio Santos Coelho, com os moradores da 2ª Região, que compreende os bairros da Penha, Quadramares, Altiplano, Cabo Branco, Tambaú, Seixas e as comunidades São Luiz, São Gabriel, São Mateus, Travessa Washington Luís e Chatuba I, II e III.

Finalizando a semana, na quinta-feira (6), será à vez dos moradores da 6ª Região, com o encontro na Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração, no Bairro das Indústrias. Esta região alcança o Bairro das Indústrias, Distrito Industrial, Jardim Veneza, Mumbaba, Mussuré e as comunidades Nova Trindade, Distrito Sítio Mumbaba, Três Lagoas, Jardim Veneza.

Calendário – Para conferir o calendário completo do ‘OP Temático’ 2019, clique no link: http://www.joaopessoa.pb.gov.br/secretarias/op/calendario-do-op-tematico/

O OP Temático passará por todas as 14 Regiões de participação popular. O objetivo é discutir um tema específico eleito pelos moradores nas reuniões ordinárias, de maneira mais detalhada e aprofundada. Além de discutir com a população, a iniciativa é mais uma ferramenta para que se possa apresentar e detalhar os avanços na qualidade de vida na Capital.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.