“Meu estilo de governar é diferente”, diz Azevêdo sobre distanciamento de RC; ouça

O governador João Azevêdo (PSB) voltou a falar nesta sexta-feira (31), sobre o eventual estremecimento na relação ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), após as críticas que recebeu do seu antecessor no último fim de semana. O gestor reforçou novamente, a exemplo do que já havia feito em Guarabira na última quarta-feira (29), respeito pelo seu antecessor e disse que não há rompimento.

“Essa questão de rompimento interessa alguns e eu sei disso, mas não é o que acontece na prática, nós temos mantido uma relação e vamos manter, não tenho dúvidas”, afirmou durante a abertura do Seminário Governança e Boas Práticas em Gestão Pública, no Centro de Convenções de João Pessoa.

João Azevêdo disse que sabe da importância do ex-governador Ricardo Coutinho dentro do “projeto” do PSB na Paraíba, mas assim como tem feito nas últimas aparições, ressaltou as diferenças que dividem os estilos de cada.

“Nós sabemos a importância de Ricardo dentro desse projeto. Sabemos o tamanho administrativo de Ricardo nesse projeto. Eu sou um projeto de continuidade e é isso que estou fazendo. A forma de fazer, claro, é diferente. Até porque entre nós dois há diferenças. A maneira e a forma como conduzir o projeto é diferente. Cada um impõe a sua marca. Mas não ha nenhum problema com isso”, explicou.

O governador ainda brincou quando questionado sobre a distância que manteve do ex-governador na última quarta-feira (29), no estádio Almeidão, durante a final da Copa do Nordeste entre Botafogo-PB e Fortaleza. O time cearense acabou campeão.

“As pessoas começam a ver coisas absurdas. O ex-governador chegou ao Almeidão com toda a família, sentou em uma fila e eu sentei exatamente atrás com meu filho, neto e genro. É óbvio que não sentaríamos juntos. Estávamos cada um com suas famílias. Não era uma solenidade oficial, era um jogo de futebol. As pessoas gostam de analisar tudo. Estávamos torcendo pelo mesmo time, infelizmente as linhas de defesa que aqui nós temos nesse seminário deveríamos ter levado para o Botafogo-PB, talvez desse mais resultado”, descontraiu. MaisPB

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.