Semana da Enfermagem: Wilson Filho homenageia profissionais e garante continuar lutando por melhorias para a classe

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) homenageia todos os profissionais da área de enfermagem: enfermeiros, técnicos em enfermagem, auxiliares e estudantes em virtude da Semana da Enfermagem, que vai até o dia 20 de maio deste mês. Em Brasília, o parlamentar criou a Frente Parlamentar em Defesa da Enfermagem e a presidiu por cinco anos, levando movimentos de impacto à Capital do Brasil. Ele percebeu, à época, que existia uma lacuna de um movimento parlamentar em defesa desta classe de trabalhadores tão importante para a Saúde.

“Presidi por cinco anos, articulando movimentos variados em defesa da classe. Conseguimos levar mais de 20 mil profissionais e lotamos plenários em sessões especiais, sessões solenes, abraços coletivos. Parabenizar aqui não só os enfermeiros, mas os técnicos, auxiliares, estudantes, porque todos eles merecem as nossas congratulações porque são uma das grandes peças que fazem com que o Sistema Único de Saúde funcione. Bem ou mal, claro que há grandes coisas a serem aprimoradas, mas se não fossem eles, podem ter certeza que estaria bem pior”, lembrou.

Wilson lembrou que, por trabalhar com o amor pelo próximo como uma de suas principais ferramentas, os enfermeiros são uma categoria especial e que merecem uma valorização de olhar mais cuidadoso dos entes que compõem o Poder Público

“Diferente de outras profissões, na qual um bom profissional daquele ofício não necessariamente é um bom pai, uma boa mãe, um bom filho, um bom marido, uma boa esposa, enfim, uma boa pessoa, no caso dos enfermeiros, eu acho que talvez seja um dos poucos exemplos do contrário. Por trabalharem justamente tendo o amor pelo próximo como ferramenta, logo, é impossível encontrar um bom enfermeiro que não seja uma boa pessoa”, enalteceu.

A principal reivindicação dos enfermeiros é a aprovação da PL 2295/2000, apresentada pelo então senador cearense Lúcio Alcântara e que fixa em 30 horas semanais a carga horária dos profissionais. Hoje, o Conselho Federal de Enfermagem estima que os mesmos trabalhem de 36 horas a 40 horas por semana

“É uma luta que eu irei trazer para a Assembleia Legislativa da Paraíba e que eu jamais irei abandonar, mobilizando bancadas federais, assembleias de estados vizinhos e a classe política de maneira geral sobre a importância de se ter um olhar diferenciado com estes profissionais”, garantiu.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.