Centro Histórico da Capital vira destino das mães neste domingo em mais uma edição do AnimaCentro

O Centro Histórico de João Pessoa já foi berço econômico da cidade, até a Capital passar a se desenvolver na direção do litoral. Voltou ao protagonismo recentemente, principalmente na perspectiva da cultura, depois que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) revitalizou os principais pontos e ofereceu opções para a sua ocupação. Neste domingo (12), Dia das Mães, o Centro Histórico foi o destino de centenas de famílias, que resolveram comemorar a data aproveitando a programação do AnimaCentro.

Em mais uma edição, o evento realizado pela Fundação de Cultura de João Pessoa (Funjope) contou com espetáculo circense, teatro infantil e show musical, para agradar não só as mães, mas toda a família, como no caso de Andréia Medeiros, que foi ao Parque da Lagoa acompanhada do marido, Eduardo Medeiros, e da filha, a pequena Fernanda Raquel, responsável pela escolha do passeio.

“Ao ar livre todos se divertem, fica um programa bem familiar”, disse Andréia, durante o lazer no Parque da Lagoa que contou com apresentação do palhaço Wolverine, na Praça Pedra do Reino. “Somos de João Pessoa e gostamos muito daqui. A opção pela Lagoa partiu da Fernanda, porque é um lugar familiar, com muita natureza. E sempre tem uma coisa nova, pois o AnimaCentro acabou atraindo os nossos olhares”, disse Eduardo Medeiros.

Já na Praça da Independência o grupo Engenheiro Imaginário apresentou o espetáculo ‘Picadeiro Imaginário’. A animação do grupo contagiou as crianças, com brincadeiras que interagiram com o público e, claro, agradou as mamães. Dayane Gomes levou o pequeno Wiliam de apenas seis meses, que nem entendia o que se passava direito, mas foi o suficiente para fazer a alegria da mãe. “É um ótimo lugar para passar o dia das mães, bem familiar, agradável. Dá pra todo mundo aproveitar bem”, disse Dayane, que estava acompanhada da amiga Lídia do Amaral.

A programação do AnimaCentro deste domingo (12) ainda teve o espetáculo ‘TrupeÇando – A Trupo de um Homem Só’, sob o comando do palhaço salsicha, no Vila Sanhauá, e o som pesado das bandas de heavy metal, Tosi e Metal Sangrento, no Parque Cultural Casa da Pólvora, dentro do Pólvora Cultural. “Acho legal porque o AnimaCentro tem programação para todos os gostos, estilos e públicos”, disse a estudante Luana Monteiro.

Pólvora Cultural – Faz parte do AnimaCentro, projeto que tem como objetivo ocupar os espaços históricos revitalizados pela atual gestão com uma programação cultural diversificada no Parque da Lagoa, Praça da Independência, Praça Rio Branco, Pavilhão do Chá, Galeria Casarão 34, Hotel Globo, Villa Sanhauá, Praça Antenor Navarro e Centro Cultural Casa da Pólvora.

AnimaCentro – Foi lançado em 2017 pelo prefeito Luciano Cartaxo e acontece aos sábados e domingos, oferecendo programação gratuita, aberta ao público de todas as idades, com espetáculos de dança, teatro, música e exposições, em vários pontos do Centro da cidade, com o objetivo de valorizar os espaços históricos, revitalizados pela atual gestão.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.