Câmara municipal aprova instalação da CPI dos Combustíveis

Os vereadores campinenses vão apurar a possível prática de cartel na comercialização dos combustíveis em Campina Grande, entre outras possíveis irregularidades. Para tanto, foi aprovado na sessão ordinária desta quarta-feira (03), um requerimento solicitando a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os preços dos combustíveis na cidade. A matéria é de autoria do vereador Alexandre do Sindicato (PHS) e foi aprovada por unanimidade.

De acordo com Alexandre, a população campinense tem sido prejudicada pela política de preços que é praticada pelos revendedores de combustíveis da cidade. O vereador lembra que o próprio Procon já constatou que os postos praticam valores que estão entre os mais altos da Paraíba, e que não apresentam justificativas plausíveis para isso.

Cidades localizadas nas regiões do Cariri e Sertão, situadas em locais mais distantes da capital (de onde parte a distribuição), comercializam combustíveis com valores abaixo dos praticados em Campina Grande. Outro fator que será investigado pelos vereadores é o alinhamento de preços, o que pode configurar a prática de cartel – expressamente proibida por lei, uma vez que favorece o empresário ao tempo que traz prejuízos ao consumidor.

 “Todas essas distorções que verificamos nos postos de Campina Grande serão investigadas minuciosamente”, declarou o vereador Alexandre do Sindicato, que vai presidir a CPI e comandar os trabalhos de apuração, assim como exigir as punições cabíveis por parte dos órgãos competentes, caso sejam confirmadas irregularidades na venda de combustíveis na cidade.

O requerimento, subscrito pela maioria absoluta dos vereadores, foi bastante debatido antes de ser aprovado por unanimidade. O próximo passo agora, conforme explicou Alexandre do Sindicato, é a formação da comissão, o que deverá acontecer ainda essa semana.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.