Em Sta Rita, vereadora vai à Cagepa e assegura melhoramento no abastecimento d’água

A vereadora Vanda de Vasconcelos (Avante) acompanhada da Assessoria de Imprensa da Câmera Municipal de Santa Rita, do ex Vereador Olavo de Baleia, do radialista Aluízio Alves e de Paulo da APAE, participou nesta quinta-feira (30), de uma audiência com o Gerente da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba CAGEPA, Rubens Falcão da Silva Neto, responsável pela região do Litoral que atende cerca de vinte cidades paraibanas.

A vereadora Vanda de Vasconcelos, apresentou ao gerente da regional uma séria de demandas acolhidas por seu gabinete popular oriundas de diversos bairros, entre eles: Eitel Santiago, Tibiri II, Marcos Moura e Jardim Planalto.

Segundo Rubens Falcão, os serviços da CAGEPA em Santa Rita são constantes:

“Estamos trabalhando duro no município de Santa Rita, já foram substituídos todas as tubulações na região do Bairro da Boa Vista, local onde o ex-Governador Ricardo Coutinho entregou uma malha asfáltica que liga o Hospital Metropolitano, situado no citado Bairro, passando na lateral do Quartel 16RCMEC, seguindo em direção ao Aeroporto Internacional Castro Pinto e a Cidade de Bayeux.”

Na oportunidade Rubens relatou que na subida para o aeroporto será construído um reservatório nos próximos dias, visando garantir o abastecimento daquele bairro. A obra já se encontra em processo licitatório. Outros dois reservatórios que objetivam solucionar praticamente em definitivo a problemática da falta de água nos Bairros de Marcos Moura, Eitel Santiago e Plano de Vida já estão em fase de conclusão. O primeiro é elevado e o outro apoiado. Além desses dois reservatórios, um outro, maior, de captação, está em pleno andamento na barragem de nível, localizada no Marcos Moura. De acordo com o Sr. Rubens, uma das grandes dificuldades da estatal é a inadimplência que chega a 40% com abastecimento de água feita de forma irregular.

Rubens pontuou que a CAGEPA saiu de um déficit de 57 milhões de reais herança deixada pela gestão anterior a de Ricardo Coutinho, para uma margem de lucros que vai chegar, até abril deste ano, às cifras de 110 milhões. A parlamentar ficou muito satisfeita com os esclarecimentos obtidos, e dispôs, sob caráter de colaboração, seu mandato à concessionária.

“Apesar dos problemas que a companhia tem e nós precisamos fazer essa autocrítica, minha posição é contraria a privatização da água. Eu entendo que foi um grande erro o cancelamento do contrato com a CAGEPA, a estatal tem seus problemas, mas na gestão Ricardo Coutinho ela saiu do prejuízo, do abismo, para lucro. Agora, com as contas saudáveis e a com a continuidade do do trabalho com o Governador João Azevedo, a coisa vai avançar nas áreas que precisam melhorar.” Concluiu Vanda.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.