Comércio lidera saldo positivo de empregos com carteira assinada em novembro na Paraíba

Apesar da lenta retomada de crescimento econômico do país, o mercado de trabalho paraibano vem reagindo bem este ano. Pelo sexto mês consecutivo, a Paraíba gerou saldo positivo de criação de vagas com carteira assinada. Em novembro, a Paraíba gerou saldo de 1.014 vagas de empregos, tendo o comércio como a liderança da criação de postos formais diante da expectativa de vendas de final de ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgados nesta quinta-feira (20).

O comércio varejista e atacadista com saldo de 1.106 postos concentrou a criação de vagas em novembro, seguido de serviços (443). Contudo, os setores da agropecuária (-326), construção (-169) e indústria (-16) apresentaram quedas.

A sequência de saldo positivo nos empregos começou em junho (401), subiu em julho (1.353), disparou em agosto (7.244), e manteve o saldo positivo nos três meses seguintes: setembro (2.083), outubro (1.239) e agora novembro (1.014).

No acumulado de janeiro a novembro, a Paraíba soma agora um saldo de 7.906 postos de trabalho. É o melhor saldo dos últimos três anos, após a crise econômica recessiva que o país mergulhou.  Os setores de serviços (5.064), comércio (2.114), agropecuária (894) e indústria de transformação (461) concentraram as contratações positivas no ano. Somente a construção civil continua negativa (-503). As cidades de João Pessoa (2.774) e Campina Grande (1.912) concentraram as vagas criadas nos onze meses.

Cenário Regional – Houve aumento no número de empregos em três das cinco regiões do Brasil. No Sudeste, foram 35.069 postos de trabalho. Em seguida apareceram Sul (15.988) e Nordeste (7.301). Já as regiões Centro-Oeste (-7.537) e Norte (-932) tiveram saldos negativos de emprego. O Brasil terminou o mês de outubro com saldo positivo de +58.664 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de +0,15%, em relação ao mês anterior. No acumulado do ano houve crescimento de 858.415 empregos, uma variação de +2,27%.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.