Samu de Santa Rita alerta população sobre trotes

Somente este ano, de janeiro a outubro, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santa Rita registrou 2.864 ocorrências, representando 5,6% do percentual no estado. O 192 é um serviço essencial, pois chega precocemente às vítimas em situação de urgência ou emergência, agilizando o atendimento.

Mas a prestação dessa assistência na rede pública de saúde se compromete a cada trote recebido, segundo alerta a coordenadora do Samu Daniele Silva. “Ao ocupar uma linha com uma falsa demanda, quem de fato está precisando acaba se prejudicando”, denuncia a coordenadora, ao explicar que cerca de 30% das ligações são trotes.

Além de prejudicar o trabalho dos socorristas, os falsos chamados podem ser fatais para as vítimas que necessitam da agilidade do atendimento. De acordo com o Código Penal, a brincadeira de mal gosto é uma infração penal e pode resultar em multa ou detenção de até seis meses.

O Samu de Santa Rita é regulado por João Pessoa, onde fica a central que recebe as demandas da capital e da região metropolitana. O serviço deve ser acionado em casos de acidentes, perda da consciência, mal súbito, suspeita de AVC, convulsão, crise epiléptica, engasgos, intoxicação, crise hipertensiva e outras situações de urgência e emergência.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.