Cartaxo apresenta projeto Ação Social Pela Música do Alto do Mateus ao maestro João Carlos Martins

Na tarde desta sexta-feira (30), crianças e adolescentes, alunos da rede municipal de ensino de João Pessoa, que fazem parte do projeto Ação Social Pela Música (ASPM) no bairro do Alto do Mateus, puderam mostrar um pouco do seu talento para o renomado maestro e pianista João Carlos Martins. O músico, que visitou o local ao lado do prefeito Luciano Cartaxo e do diretor executivo da Funjope, Maurício Burity, se impressionou com o talento dos jovens paraibanos.

Os garotos exibiram um repertório composto tanto por peças eruditas quanto populares e tiveram a oportunidade de serem regidos pelo maestro. João Carlos Martins, que se define obstinado pela afinação, elogiou a iniciativa da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) em levar educação musical para a população.

“O prefeito entendeu o que a arte significa na construção de uma cidade e vemos aqui jovens encontrando na música o seu destino de levar amor, paz e solidariedade em cada nota, em cada detalhe”, declarou. Ele regeu os jovens do projeto em Asa Branca e Pequena Serenata Noturna de Mozart e elogiou o preparo, a postura, o talento e a afinação dos músicos.

Para Martins, um dos papéis do maestro é dar oportunidades e é o que acontece nesse projeto. O prefeito Luciano Cartaxo concordou e ressaltou que o valor dessas oportunidades tem aparecido não apenas no projeto, mas também na consolidação do Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa. “A música tem um papel fundamental na transformação da vida dessas crianças. Lá em 2013 apostamos nisso e estamos colhendo os frutos”, afirmou.

O diretor executivo da Funjope, Maurício Burity, também acompanhou o maestro na visita e ressaltou que é uma honra ter a oportunidade de mostrar o brilhante trabalho desenvolvido pelo maestro Héctor Rossi, diretor artístico do projeto Ação Social pela Música. “Ele se deparou aqui com grandes talentos que precisavam da oportunidade de ter o contato com a música erudita e com os instrumentos e é assim que a gente descobre esses talentos. O primeiro objetivo é a proteção social, mas, em consequência disso, a gente descobre esses talentos e a vinda do maestro vem a coroar esse momento”, disse Burity.

O maestro Héctor Rossi, destacou que ter o reconhecimento do seu trabalho pelo maestro e pianista João Carlos Martins é um momento único na sua carreira. “É maravilhoso ter esse reconhecimento. Um grande pianista e grande maestro que vem ver o nosso projeto que vem sendo reconhecido no Brasil e no exterior”, declara. Rossi conta que o bairro onde ele atua tem uma situação social bastante difícil e, muitas vezes, as crianças passam o dia todo sem o suporte dos pais. Nesse cenário desfavorável, a música consegue dar para eles a estrutura, a disciplina, a atenção e a consciência da importância do trabalho em conjunto que as famílias muitas vezes não conseguem dar. “Isso ajuda na autoestima da criança e da família. O pai ou uma mãe que vê seu filho aqui se junta a ele e isso envolve e transforma todo o bairro”, conclui.

você pode gostar também Mais do autor