Radialista Fabiano Gomes é preso após novos desdobramentos da Operação Xeque-Mate

A prisão preventiva foi determinada pelo desembargador João Benedito, no bojo da operação Xeque-Mate, desencadeada pelo Ministério Público da Paraíba em parceria com a Polícia Federal. O radialista foi alvo, no dia 3 de julho, de dois mandatos de busca e apreensão, um no trabalho e outro em casa.

Ele é acusado de ter intermediado a compra do mandato do ex-prefeito de Cabedelo, Luceninha, que renunciou ao cargo em 2013.

A operação fraudulenta, de acordo com as investigações coordenadas pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), resultou na posse do atual prefeito afastado do município, Leto Viana (PRP). Ele foi reeleito em 2016. Com informações do Blog do Suetoni

você pode gostar também Mais do autor