Maísa Cartaxo recepciona gestores do Nordeste e compartilha ações da PMJP na área cultural

Celeiro Espaço Criativo, Sereias da Penha, Villa Sanhauá, Centro Histórico revitalizado e Programa João Pessoa Cidade Criativa. Estas são algumas das políticas públicas de sucesso da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) que geraram curiosidade em representantes de prefeituras do Nordeste. Na tarde desta terça-feira (19), a coordenadora do João Pessoa Artesã e primeira-dama da Capital, Maísa Cartaxo, recepcionou 32 secretários e dirigentes dos nove estados nordestinos.

Todos eles vieram para João Pessoa para participar do Encontro Nordestino do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Municipais de Desenvolvimento Econômico, idealizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O Fórum identifica e compartilha políticas públicas exitosas e que possam ser replicadas por outros gestores públicos, governos locais e entidades em prol do desenvolvimento econômico local. Além do Celeiro Espaço Criativo, no bairro do Altiplano, eles puderam conhecer a Villa Sanhauá e o Centro Histórico da Capital.

Segundo o coordenador das ações em parceria com os municípios brasileiros do Sebrae Nacional, José Marcelo Goulart de Miranda, a capital paraibana foi escolhida por causa do título de Cidade Criativa da Unesco nas áreas de artesanato e arte popular. “Foi um dia bastante proveitoso. Pela manhã, estivemos reunidos para debater políticas públicas que possam ser replicadas. Aqui em João Pessoa, as referências são várias. Temos o Celeiro Espaço Criativo que está no DNA da cultura nordestina e que tem uma oportunidade imensa de gerar riqueza e criar oportunidades para as pessoas empreenderem”, declarou.

Por sua vez, a coordenadora do João Pessoa Artesã e primeira-dama da Capital, Maísa Cartaxo, agradeceu a visita dos representantes e falou da importância do artesanato pessoense na cultura nordestina e na geração de emprego e renda local. “Desde 2013, antes mesmo do título de Cidade Criativa da Unesco, a Prefeitura Municipal de João Pessoa tem investido no artesanato e na cultura popular. Aqui a gente teve a oportunidade de estar compartilhando essa experiência do que significa o Celeiro Espaço Criativo não só para João Pessoa, mas para toda a Paraíba. Acredito que todos gostaram”, afirmou.

João Pessoa Cidade Criativa – O prefeito Luciano Cartaxo apresentou, na semana passada, na Polônia, as ações de incentivo à economia criativa já desenvolvidas pela capital paraibana no XII Fórum Internacional de Cidades Criativas da Unesco. A participação no encontro marca a posse de João Pessoa no grupo seleto de 180 cidades reconhecidas pela criatividade no mundo, distribuídas em 72 países. Com título conferido pelas Nações Unidas em novembro do ano passado, João Pessoa é a única cidade no Brasil considerada uma referência pela riqueza do artesanato e da cultura popular.

Celeiro Espaço Criativo – O espaço tem como objetivo valorizar a produção de artes visuais e do artesanato na Capital. O local tem se destacado como uma grande vitrine destinada a escoar a produção do artesanato e tem se mostrado importante no fomento à economia criativa, além de ser um lugar onde o público pode ter acesso à diversidade da cultura paraibana de forma gratuita e permanente.

Villa Sanhauá – O projeto da Villa Sanhauá prioriza a cultura popular, oferecendo não só as 17 unidades habitacionais, mas também espaços comerciais e de prestação de serviços municipais, fortalecendo o turismo de João Pessoa. Os cessionários e permissionários já foram selecionados através de rigoroso edital lançado pela Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab) e assinaram os termos para uso e ocupação dos espaços. O projeto está em fase de conclusão e deve ser entregue nos próximos dias.

você pode gostar também Mais do autor