“O que vier a gente vai enfrentar”, dispara presidente do sindicato dos caminhoneiros da PB

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros na Paraíba, Emerson Galdino, avisou, durante entrevista na tarde desta sexta-feira (25), que a categoria vai permanecer paralisada nas estradas, mesmo com a determinação do Governo Federal de colocar as forças armadas nas ruas. Para ele, o presidente Michel Temer acabou de decretar uma guerra civil.

“A gente não está obstruindo a estrada. Nós não estamos impedindo o direito de ninguém, agora eu acho que não é da forma que ele quer e acho que ele acaba de decretar uma guerra civil. A gente não pode obrigar nenhum trabalhador a deixar a paralisação. Todos os caminhoneiros, não só da Paraíba, mas do Brasil, está disposto a enfrentar o que vier, a gente vai enfrentar”, disse.

Emerson destacou que a categoria reforça o respeito a todas as autoridades, o exército e a polícia militar. “Ninguém é obrigado a fazer o que não quer”, arrematou

O sindicalista deixou claro que as vias na Paraíba não estão obstruídas e o que há, apensas, é a paralisação dos caminhões, e que a outra via segue liberada para o trajeto de veículos.

“A gente não teme nem o enfrentamento nem o confronto. A gente espera que isso aconteça. Pelo que vejo ninguém vai abrir de jeito nenhum. Essa intervenção do exército deveria ser pra eles, pra retirar o presidente da cadeira da presidência”, arrematou. Fonte Blog do Ninja.

você pode gostar também Mais do autor