Projeto da PMJP encaminha jovens para o mercado de trabalho

Através de um projeto desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), via programa Acessuas Trabalho e em parceria com o Centro Integrado Empresa-Escola (CIEE), jovens e adolescentes da Capital estão tendo a oportunidade de entrar no mercado de trabalho pela primeira vez.

Além de estudar, Wellington Romão Xavier, 15 anos, agora também é menor aprendiz no Banco do Brasil. Ele e mais três colegas foram os novos contemplados no projeto piloto de formação e orientação para o mundo do trabalho. Ele mora no João Paulo II e é aluno da 9ª Série do Ensino Fundamental II, da Escola Darcy Ribeiro.

Wellington integra o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvido nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Ele diz que está muito satisfeito com a mudança de vida e aposta num futuro promissor. “Para isso, vou me esforçar muito mais que antes, na escola e no trabalho”, promete.

Eduarda Ferreira da Silva, também é jovem aprendiz no Banco do Brasil. Ela não esconde a alegria com a nova oportunidade. “Me esforcei e agora estou no projeto. Agradeço muito a Prefeitura de João Pessoa por essa chance”, diz a jovem, que cursa o 1º ano do ensino médio, na Escola Paulo Freire, no Ernesto Geisel.

A mãe de Eduarda, Cristina Ferreira da Silva está radiante com o fato de ver a filha saindo de casa para trabalhar. “Estou muito satisfeita e agradecida”, revela. Elas também residem no João Paulo II.

Viviane Gonçalves de Meneses, coordenadora do Acessuas Trabalho, considera o projeto de grande importância para o desenvolvimento dos adolescentes. “O projeto objetiva ampliar as possibilidades de inserção no mundo do trabalho, através da sensibilização, identificação e preparação dos jovens para o desenvolvimento de habilidades pessoais, orientando-os para esse novo projeto de vida”, destaca a coordenadora.

Ela considera o mais fundamental, que os jovens dominem os conhecimentos sobre o cuidado com sua imagem pessoal e seu papel de liderança, colocando-os em prática no cotidiano profissional e pessoal. “Com aquisição de princípios de confiabilidade, juízo crítico e de valor, utilizando a ética como valor primordial”, destaca.

A coordenadora lembra que não só os jovens e os familiares estão satisfeitos com essa ação. “Nós que fazemos a gestão municipal esperamos proporcionar aos adolescentes e jovens, formação e autoconhecimento com relação aos seus limites, identificando, preparando e acompanhando sua trajetória nas oportunidades de trabalho”, acrescenta Viviane.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.