Lucélio: “UEPB é um patrimônio de todos os paraibanos que precisa ser valorizado”

O pré-candidato ao governo do estado, Lucélio Cartaxo (PV) visitou, nesta quinta-feira (26), a sede da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande. Cumprindo uma agenda de diálogo com a população, representantes da sociedade civil e com lideranças políticas, Cartaxo se reuniu com o reitor da instituição, Rangel Júnior, acompanhado do deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB).

Depois de receber um relatório detalhado sobre a atual situação da Universidade, Lucélio mencionou que é preciso que haja foco na gestão, não perseguição. “A UEPB é um patrimônio de todos os paraibanos que precisa ser valorizado. Tem representatividade em várias regiões do estado, formando mais de 2 mil alunos todos os anos, em mais de 50 cursos oferecidos à população. É um polo de conhecimento e de atração de talentos que cumpre um papel importante na formação de milhares de jovens”, disse.

Segundo Cartaxo, a educação precisa ser uma prioridade de gestão, em todos os níveis, desde a educação infantil até o ensino superior. “Cada etapa de formação precisa fazer parte de um grande ciclo virtuoso. Assumir o compromisso com a educação é se comprometer com o futuro de uma geração”, comentou, durante a audiência com o reitor. Também estiveram presentes na visita institucional o vice-reitor Flávio Romero, os pró-reitores Eliane Moura e Luciano Albino, além do coordenador do Nutes, Misael Morais.

Investimento – Lucélio Cartaxo disse que a reunião foi mais um passo importante para a construção do seu programa de governo. “A intenção, neste primeiro momento, é ouvir. Estamos conhecendo a realidade de cada município de perto, para, a partir daí, oferecer soluções concretas”, pontuou.

Cartaxo também disse que é preciso saber investir, dialogar e cobrar resultados para toda e qualquer instituição crescer. “Acredito que quando a gente sabe construir parcerias, e cada um dá o melhor de si para alcançar os objetivos compartilhados, os bons resultados aparecem”, disse.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.