Ana Cláudia afirma que o Governador Ricardo Coutinho fez obras notórias em Campina Grande

O Jornal da 1050 pela Rádio Caturité, apresentado por Joãozito Silva, Josusmar Barbosa e Hiran Barbosa, entrevistou a ex-Secretária e pré-candidata a Deputada Federal pelo PODEMOS, Ana Cláudia Vital do Rego.

Inicialmente, a ex-Secretária falou sobre sua trajetória na Chefia da Casa Civil, atual gestão do Governo de Ricardo Coutinho. Segundo ela, quando foi convidada para assumir aquele órgão foi uma experiência bastante válida e por um ano e quatro meses teve a oportunidade de responder pela Casa Civil e a princípio aquele órgão possui atribuições muito técnicas e burocráticas, até mesmo nas questões de interlocução, pois segundo ela, as atribuições da Casa Civil chegam até aos ministérios, devido a amplitude das funções que a ela são destinadas.

“Nos é dado suporte para trabalharmos amplamente com todos os segmentos inerentes às ações administrativas do Governo do Estado, a exemplo da granja, do palácio, da defesa civil, deslocamentos de secretarias, ouvidoria e interlocução, porque a Casa Civil é responsável pela interlocução com os poderes Legislativos, Judiciário e até com toda a população, e até com os Ministérios em Brasília”, completou.

Quando questionada sobre críticas da oposição à gestão do Governo do Estado, no que eles alegam a pouca participação dele em Campina Grande, supostos maus tratos e poucas ações voltadas à cidade, Ana Claudia respondeu que a presença do Governador Ricardo Coutinho em Campina Grande, é um fato notório dentro da dimensão administrativa, pois, ao contrário do que já foi dito, o Governo do Estado tem feito muito por este Município e sempre que ela tem oportunidade e não foram poucas de convidar toda a imprensa e a população para se fazerem presentes à solenidades as quais o Governo esteve presente não somente para assinaturas de serviços mas já para entrega de obras, a exemplo, entre tantas outras, mencionados pela ex-secretária, de evento recente, quando da entrega do acesso aos Condomínios Cidade Madura, além de pavimentações em dez ruas no bairro do Ligeiro, oriundas de emendas relacionadas às atividades parlamentares do Deputado Federal Veneziano Vital do Rego, como também a entrega da obra do trecho que interliga Campina Grande até o Cariri.

Sobre o Programa Gira Mundo, Ana Cláudia destacou a importância da interação dos alunos com novas culturas e métodos de ensino, com intercâmbios em países como Portugal, Espanha, e o mais recente que está sendo direcionado para a Argentina. O próximo Gira Mundo, esclareceu ela, será direcionado para Israel e como sempre é feito, os alunos serão devidamente orientados pelos seus professores com especializações em países como a Finlândia, onde serão adquiridas experiências e vivências com o semiárido local, para que as técnicas que são utilizadas naquele país possam ser implementadas na Paraíba.

A pré-candidata relatou com alegria os autos índices educacionais no Estado, através dos concursos públicos que disponibilizaram mil vagas para professores, e especificamente Campina Grande, Ana Cláudia enfatiza a reforma do mini teatro São José, o Parque de Bodocongó, onde será iniciada em breve a segunda etapa da obra, a retomada das obras do esgotamento sanitário, pavimentação e drenagem no Mutirão, com investimentos de 12 milhões de reais, o eixo norte Nações, com investimento de 5 milhões de reais, obra importante que foi lançada no Programa Mais Trabalho 2 e tantas outras ações relatadas pela ex-primeira dama deste Município, que ela mesma declarou tratar-se de uma prestação de contas das inúmeras ações realizadas na gestão do Governador Ricardo Coutinho.

Ao ser indagada por um ouvinte de Campina Grande, sobre em que o povo deve confiar agora, em termos políticos, Ana Cláudia respondeu que “Na verdade, o Brasil está passando por um processo de moralização e transparência, nós estamos tendo transparência em tudo que está sendo feito, especialmente com a questão do dinheiro público. É um momento oportuno e façamos exatamente essa reflexão, pois o brasileiro está tendo a oportunidade ímpar de fazer boas escolhas, mas entendo que nós só não podemos, dentro deste contexto político, generalizar”.

O importante é observemos aqueles que já estão lá, os que estão propondo a reeleição, seu desempenho parlamentar, que se comprometeram de fato a fazer aquilo que se propuseram”, concluiu.

NOVO PARTIDO – Sobre sua filiação ao PODEMOS, a pré-candidata disse que sempre simpatizou com a atividade político-partidária, tendo oportunidades de participar da política estudantil no Centro Acadêmico Sobral Pinto da Faculdade de Direito da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e desde aquela época ela já gostava de fazer parte da política, embora fosse a estudantil.

“Acompanhei toda a trajetória política de Vené, e desde 1996 já estava ao seu lado e fiz com muita alegria”, declarou.

Ana Cláudia confessa que se identifica bastante com esse contato as pessoas, principalmente após sua formação jurídica, quando teve oportunidade de estagiar, enquanto acadêmica, com a professora Adelma Irineu no Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, que funciona na feira central, Campina Grande. “Todas essas vivências me trouxeram e tem me trazido ensinamentos”, concluiu.

A ex-primeira dama advogou por dez anos sendo conciliadora do Tribunal de Justiça da Paraíba, foi Secretária de Interiorização e quatro anos à frente assumiu a Superintendência da FUNASA e por último a Chefia da Casa Civil, quando ao desincompatibilizar-se, recebeu o convite da presidente nacional do PODEMOS para filiar-se, vindo o desafio de disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, contudo, tendo sido inicialmente, cotada para disputar uma cadeira no Legislativo Estadual.

“Nós estávamos filiados ao MDB e toda a população teve a oportunidade de acompanhar, inclusive o momento em que o Deputado Veneziano foi punido por não ter acompanhado o partido em decisões que feriam o seu entendimento, a exemplo do voto favorável a Reforma Trabalhista, o qual Veneziano votou contra. Posteriormente, Vené votou contra a terceirização, contrariando mais uma vez o partido. O MDB queria que o seus Deputados votassem a favor da não continuidade da investigação contra o Presidente Michel Temer, contudo Veneziano votou a favor da continuidade, portanto, em razão dessa postura, o Deputado Veneziano sofreu punição dentro do partido ”, contou.

Ana Cláudia disse que existe um respeito muito grande pelo Senador José Maranhão, que preside o MDB no Estado, contudo, devido ao apoio atribuído à gestão do Governador Ricardo Coutinho pelo qual ambos tinham mais afinidade ideológica, como também pela situação delicada porque passa o MDB, a decisão foi de pronto tomada, resultando na filiação de Veneziano ao PSB e ela ao PODEMOS presidido no Estado pelo Vereador Galego do Leite.

Sobre a tentativa do Partido dos Trabalhadores Estadual (PTPB), a ex-Secretária disse que após a leitura da resolução, achou um tanto genérica e sobre isso, já ocorreram pronunciamentos de outros integrantes do partido que caminharam tanto com ela quanto com Veneziano durante muito tempo e “não foram poucas as vezes que tivemos a oportunidade de comungar as mesmas ideias, de trabalhar votando na Presidente Dilma e no Presidente Lula, enfim, o PT integrou a gestão de Veneziano enquanto prefeito, e eu acho que essa nota trata de forma genérica, mas já foi respondido pelo próprio presidente do PSB Edvaldo Rosas”.

“Nós temos que dar sequência a esse projeto que mudou a Paraíba, com a participação efetiva de todos os secretários, comandado pelo Governador Ricardo Coutinho. O PSB pensa num projeto, pensa nas alianças”, concluiu.

Sobre a provável composição da chapa de João Azevedo, tendo como vice a Deputada Estadual pelo PP, Daniela Ribeiro, como também uma provável aliança do Senador Raimundo Lira com o Governador Ricardo Coutinho, Ana Cláudia respondeu que com a conversa que o Governo do Estado tem tido com seus aliados é que “nós temos momentaneamente lançadas as pré-candidaturas de João Azevedo para Governo do Estado e a pré-candidatura de Veneziano para o Senado”.

Ela esclareceu que dentro dos partidos aliados que são muitos e que a cada dia mais adesões chegam, “é que nós temos excelentes nomes e que não existe um projeto pessoal nem individualizado. O que existe é um projeto de trabalho, de sequenciamento, de crescimento, de pensamento de dias cada vez melhores para o Estado da Paraíba”.

“A cada crise que o Brasil tem vivenciado, a Paraíba tem se destacado mais, tendo a vista a postura do Governador diante da correção no pagamento sempre em dia de seus servidores, não existem obras do Estado paralisadas, e faltando menos de um ano para concluir o Governo, o nosso Gestor Estadual tem assinado constantemente ordens de serviço e estão para ser entregues mais de cem obras, a exemplo da mais recente que foi a entrega do Hospital Metropolitano de Santa Rita e brevemente teremos o Centro de Oncologia na cidade de Patos, incluindo emendas recebidas pela ações de Vené, na ordem de dois milhões de reais para aquisição de equipamentos”. Com informações do Blog de Edil Francis

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.