PMJP divulga resultado final para ocupação do Residencial Villa Sanhauá

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) divulgou, nesta segunda-feira (9), o resultado final para ocupação do Residencial Villa Sanhauá, no Varadouro. O resultado de classificação e avaliação dos recursos pode ser conferido nos links: http://midi.as/VillaSanhauaHabitaçaoFinal ehttp://midi.as/VillaSanhauaComercioFinal.

Com investimento de R$ 4.200.000,00 em recursos próprios, a PMJP está revitalizando 17 unidades destinadas à moradia e seis unidades para instalação de pontos comerciais. Para ocupar o Residencial Villa Sanhauá, os interessados devem, preferencialmente, exercer atividades culturais que valorizem elementos típicos da região.

Na próxima quarta-feira (11), haverá reunião para definição das unidades habitacionais e comerciais, tendo como base a pontuação de cada selecionado.

A secretária de Habitação (Semhab), Sachenka Da Hora, explica que a obra já está em fase de finalização e a previsão para seu término é para esse primeiro semestre. A gestora ainda afirmou que o projeto está servindo, inclusive, como modelo para outras cidades, que possuem imóveis tombados e que estão sem uso.

“Esse projeto também está servindo como modelo para estudo técnico para estudantes universitários e de cursos técnicos. Os grupos, inclusive, começaram esta semana a visitar a obra do Villa Sanhauá. É realmente uma iniciativa única em João Pessoa e se comunica com todo processo de revitalização do Centro Histórico que o prefeito Luciano Cartaxo tem feito”, afirmou.

André Coelho, secretário adjunto da pasta, explicou que depois das duas etapas que já foram submetidos os inscritos – habilitação e classificação, e após a análise dos recursos interpostos, a comissão chegou a esse resultado final.

“Todo processo esta sendo feito, por orientação do prefeito, na mais absoluta transparência. A comissão de seleção foi constituída para este fim e tem trabalhado com total atenção ao que preconiza o edital que foi amplamente divulgado, se norteando para a seleção de pessoas e comércios que desenvolvam atividades culturais, artesanais ou que promovam a valorização de elementos típicos da região Nordeste”, destacou André Coelho.

você pode gostar também Mais do autor