Mutirão de Renegociação de Dívidas do Procon-PB prossegue até sexta-feira

Cerca de mil atendimentos e renegociações foram realizadas até agora no Mutirão de Renegociação de Dívidas promovido pela Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB), que se encerra nesta sexta-feira (6). O grau de satisfação é máximo, segundo a opinião de vários consumidores, a exemplo de Maria das Dores, que conseguiu baixar os juros do cartão de crédito e renegociar a dívida com desconto de até 98% para sua satisfação.

O mutirão do Procon teve início no dia 26 de março com o objetivo de levar o consumidor a organizar suas dívidas e lhes permitir novas oportunidades de voltar as compras.

A superintendente da Autarquia, Késsia Liliana, deu uma parcial dos atendimentos com cerca de mil renegociações realizadas até o presente. Ela explicou que, nesta semana de renegociação com as empresas presenciais, os acordos firmados são homologados pelo Tribunal de Justiça, isto é, transformando-se em títulos executivos judiciais. “Em caso de descumprimento, poderá haver a devida ação judicial”, afirmou.

Ela informou que está havendo condições especiais nos casos da Energisa e Cagepa, que estão dando de 10 a 30 por cento de entrada nos parcelamentos, e os Bancos com até 98% de redução de juros e correções. “Um caso bem especial foi uma consumidora que devia R$ 72.179,15 podendo quitar sua dívida com R$ 2.533,00 à vista ou dividido o valor de R$ 13.824,00. Realmente são situações significativas que vale a pena vir ao Procon-PB renegociar suas dívidas”, enfatizou Késsia Liliana.

Késsia advertiu ainda que “Cada caso é uma situação específica e quanto mais tempo a pessoa tiver em mora, (isto é, devendo) maior será o desconto” afirmou.

O consumidor Alexandro Dutra da Silva, vendedor, conseguiu um desconto de mais de 66% na conta de água. Iria pagar R$ 1.050,00 e pagou R$ 350,00 à vista. Ele disse ter ficado super-satisfeito “Não ia conseguir se não fosse o mutirão do Procon-PB”, falou Alexandro.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.