Rede Estadual de Ensino realiza matrículas dos alunos veteranos até dia 30

Os estudantes veteranos da Rede Estadual, em todas as etapas e modalidades de ensino, podem renovar a matrícula até o dia 30 de novembro. Para efetivar a matrícula, devem procurar a escola para que seus dados sejam validados no Sistema de Gestão de Informação e Serviços (Saber), que realiza a gestão das informações da Rede Estadual de Ensino.

Para maiores informações sobre vagas e escolas, a 1ª Gerência Regional de Educação (GRE) disponibiliza, no horário de expediente, atendimento ao público por meio do telefone: 3218-5138.

De 1º a 21 de dezembro serão abertas as inscrições para os estudantes novatos. A efetivação das matrículas, com possíveis ajustes, está agendada para o período de 22 a 29 de dezembro. Nos dias 1, 2, 5 e 6 de fevereiro acontecerá planejamento do ano letivo. As aulas do ano letivo de 2018 começam no dia 7 de fevereiro.

A rede estadual tem capacidade para 500 mil vagas. O Governo do Estado garante vagas para todos os estudantes que procurarem a Rede Estadual de Ensino.

Os alunos novatos devem ir à escola para preencher a ficha de inscrição, que deverá ser assinada pelo responsável, caso o aluno tenha menos de 18 anos, ou por ele mesmo, se tiver mais de 18 anos. Além da ficha, os novatos devem levar cópias da certidão de nascimento, RG e CPF, duas fotos 3×4, comprovante de residência e histórico escolar emitido pela escola de origem.

Diretrizes Operacionais para o funcionamento das Escolas da Rede Estadual/2018 – Com o objetivo de orientar a comunidade escolar, a Secretaria de Estado da Educação (SEE) elabora anualmente as Diretrizes para o Funcionamento da Escolas.

O documento está disponível no quadro de serviço do site da SEE: www.paraiba.pb.gov.br/educacao e pode ser acessado para pesquisa sobre: calendário de matrículas, calendário letivo, funcionamento das escolas, planejamento didático e planejamento pedagógico, orientações para elaboração do projeto pedagógico das unidades de ensino, programas desenvolvidos pela SEE, entre outros. O documento foi lançado pelos dirigentes da SEE, para os gerentes regionais de Educação.

Escolas Cidadãs Integrais – Para 2018, o Governo do Estado ampliará de 33 para 100 o número de Escolas Cidadãs Integrais em todo Estado, com a oferta de aproximadamente 35 mil vagas. As Escolas Cidadãs Integrais contemplam um projeto de escola pública com a proposta de organização e funcionamento em tempo integral. Trata-se de uma política pública de educação integral, inserida nos Planos Estadual e Nacional de Educação.

As Escolas Cidadãs Integrais Técnicas seguem o mesmo projeto pedagógico da Escola Cidadã Integral, mas tendo como diferencial os cursos técnicos. Ambas têm como foco proporcionar aos jovens uma formação integral, contribuindo para que os estudantes sejam protagonistas em seus locais de atuação.

A Escola Cidadã funciona em tempo integral com 9 aulas diárias, com um currículo integrado formado por disciplinas da base comum curricular, disciplinas da parte diversificada e disciplinas da base profissional, no caso das Escolas Cidadãs Integrais Técnicas (ECIT).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.