Vereadores do Conde protocolam CPI para investigar superfaturamento da prefeita Márcia Lucena

Os vereadores de oposição, no Conde, vão protocolar um pedido de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o contrato de lixo na cidade. Eles alegam que houve superfaturamento no contrato emergencial firmado pela prefeitura. A empresa Limpmax foi contratada em janeiro deste ano para fazer a coleta e destinação do lixo no município. Uma licitação foi marcada para o mês de maio, mas foi cancelada por determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Os parlamentares alegam que o contrato traz prejuízo para o município.

“A empresa foi contratada por R$ 430 mil, mas um levantamento que fizemos em outras cidades do porte do Conde mostrou que há superfaturamento”, alegou o vereador Fernando Araújo (PTdoB). Ele assegura que nestes municípios o valor cobrado para o mesmo serviço não ultrapassa a casa dos R$ 200 mil. O pedido de abertura da CPI será protocolado na tarde desta segunda-feira (6). Além de Fernando, o documento tem as assinaturas de Malba de Jacumã (SD), Josélio Jogador (PR) e Daniel Júnior (PR). Todos integram o bloco de oposição à prefeita Márcia Lucena (PSB).

Apesar de representarem apenas quatro dos 11 vereadores do município, o grupo pretende também pedir o afastamento da prefeita. Fernando Araújo diz não ter dúvidas da veracidade das denúncias. A instalação da comissão, no entanto, vai depender do posicionamento do presidente da Casa, Luzimar Nunes (PSDC).

O outro lado

“O Tribunal de Contas apresentou falhas no contrato da licitação (do lixo) e mandou suspender por aspectos formais. O TCE sequer leu ainda a defesa do município. Então, o que eles (vereadores) estão argumentando para a CPI? É o que nós queremos saber. Até agora o tribunal não determinou a suspensão dos serviços”, ressaltou o secretário de Comunicação do Município, Walter Galvão. E acrescenta: “percebemos este processo como uma movimentação política com o intuito de depredar a imagem da administração”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.