Desafio: Leo Bezerra convida situação a realizar “caravana conjunta” em PSFs da Capital

O vereador Leo Bezerra (PSB) usou a tribuna, na sessão ordinária da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) desta terça-feira (31), para criticar algumas ações do Governo Municipal, especialmente na área da Saúde. O parlamentar propôs que as bancadas de oposição e situação realizem uma “caravana conjunta” em oito Postos de Saúde da Família (PSFs) da Capital para avaliar a prestação dos serviços.

 

“A sugestão é que eles [governistas] escolham quatro postos e nós da oposição outros quatro para conhecermos de perto a realidade dos serviços da Saúde em João Pessoa”, explicou Leo Bezerra. “Apesar de alguns setores da Governo Municipal não quererem, a “caravana” não vai parar. Vamos continuar fazendo as visitas e trazendo os problemas para o debate”, avisou.

 

Leo Bezerra ainda criticou o secretário municipal da Saúde, Adalberto Fulgêncio, por “não reconhecer os problemas da área”. “Ele costuma dizer que todos os problemas são pontuais. Depois de quase cinco anos de governo ainda não conseguiram resolver?”, questionou.

 

O parlamentar ainda cobrou do Executivo respostas sobre a construção do Hospital da Mulher, das obras de contenção da Barreira do Cabo Branco e  de conclusão da passagem molhada da Avenida Beira Rio. “São só promessas”, disparou.

 

“O que nós queremos é dialogar. O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) costuma dizer que está dialogando com as classes e com a população, mas não responde sequer um requerimento dos vereadores”, lamentou.

 

“Caravana conjunta”

 

Na ocasião, o líder da bancada de oposição, vereador Bruno Farias (PPS), sugeriu que a “caravana conjunta” aconteça no dia 13 de novembro. “Vou fazer um requerimento e encaminhar à situação. Assim [com a visita] não poderão dizer que inventamos realidades. Vamos, juntos, poder testemunhar o que a população vivencia diariamente em João Pessoa na saúde pública. A caravana vai servir para constatarmos se há falhas e atividades meritórias no serviço, o que tem sido feito de bom e o que deixa a desejar”, garantiu Bruno Farias.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.