ASSISTA: relatório da CPI aponta desvio de verbas e Lucas Santino é acusado de ‘organização criminosa”

Apontado como ‘chefe de quadrilha’, vereadores de Cabedelo pedem prisão do ex-presidente Lucas Santino

A Câmara Municipal de Cabedelo, através da CPI que investigou fraudes e irregularidades cometidas pela gestão passada e em particular pelo ex-presidente Lucas Santino (PMDB), apresentou, votou e aprovou na sessão da noite desta quinta-feira (28), o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito. A galeria da Casa legislativa estava lotada e a população cabedelense aguardava há seis meses por esse relatório.

O relatório comprovou a existência de uma organização criminosa, nos dois biênios de 2013 a 2016, capitaneada por Lucas Santino.

Entre as denúncias de desvios de dinheiro da Casa no final da ex-gestão, aponta pagamento em mais de R$ 300 mil a uma empresa que supostamente teria prestado serviço à Câmara e que seria ligada a mãe de Lucas, a senhora Ana Maria, no qual esse pagamento foi feito em cheques e depositado na conta pessoal da mesma.

O relatório apontou outros tantos desvios de dinheiro público e incluía a participação do irmão do ex-presidente e de um funcionário nomeado que era responsável por pregões e empenhos que a Câmara Municipal realizava.

Grande das irregularidades apontadas no relatório, foram feitas nos últimos 4 meses finais da gestão de Lucas Santino e pagas até mesmo antecipadamente.

Ao final, o relator da CPI, vereador Júnior Datele (PEN), conversou com exclusividade ao Portal PautaPB e explicou os próximos passos após o fim da Comissão.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.