Blog faz levantamento e confirma que Aníbal tem sete empregos públicos

O deputado estadual Aníbal Marcolino (PSD) pode se gabar se ser um trabalhador incansável. Empossado na semana passada na vaga aberta com a licença de Jullys Roberto (PMDB), na Assembleia Legislativa, ele acrescenta mais um vínculo ao currículo. Marcolino é o líder absoluto do ranking de servidores públicos com maior número de vínculos com órgãos públicos na Paraíba. Ao todo, são seis como médico e um como deputado.Os dados são revelados pela ferramenta Folha Limpa, uma das vencedoras na terceira edição do Hackfest Contra a Corrupção. A premiação foi entregue na última sexta-feira (18). Confira outras ferramentas.

Aníbal Marcolino aparece nas folhas funcionais de repartições paraibanas declaradas no primeiro semestre deste ano ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). A relação dos vínculos inclui Prefeitura Municipal de João Pessoa, Fundo Municipal de Saúde de Cabedelo, Fundo Municipal de Saúde de Sapé, Fundo Municipal de Saúde de João Pessoa, Prefeitura Municipal de Bayeux e Ipep. Ao todo, contabilizando as declarações de pagamento mensais nos primeiros meses do ano, aparece remuneração acumulada de R$ 21.849. O cargo de deputado estadual, função assumida na última quinta-feira (17), paga salário de R$ 25 mil.

A profissão de médico, por causa dos plantões, é uma das que permitem acumulação de vencimentos. Eventuais abusos, no entanto, deverão ser investigados por Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público da Paraíba. Ao todo, de acordo com a ferramenta Folha Limpa, 4.682 servidores acumulam cargos no Estado. A tropa de elite dos que mais acumulam é integrada pelos médicos. Os professores também podem acumular, mas não há registros tão significativos como no caso dos médicos. A Folha Lima tem como base os dados declarados por prefeituras e governo do Estado.

Governista

O deputado estadual Aníbal Marcolino volta à Assembleia depois do insucesso nas eleições de 2014. Ele migra da condição de ferrenho adversário do governador Ricardo Coutinho (PSB) para aliado incondicional. O socialista, inclusive, foi relacionado na articulação para viabilizar a posse dele. Em contraponto, Marcolino abandona a postura de aliado do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD). Ele acusa do colega de partido de tê-lo tratado com indiferença e não tê-lo apoiado nas eleições de 2016, quando ficou apenas com o cargo de quinto suplente de vereador. A postura na Casa será de ataque ao ex-aliado.

 

Blog do Suetoni

você pode gostar também Mais do autor