Em Cabedelo, Lucas Santino é acusado de desviar mais de R$ 200 mil para conta da sua mãe

O ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino (PMDB), está sendo acusado de ter transferido, no dia 28 de dezembro de 2016, dois dias de terminar sua gestão à frente da Câmara, R$ 226 mil para a conta de sua mãe.

As informações foram prestadas pela Caixa Econômica Federal à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara de Vereadores de Cabedelo, que investiga supostas irregularidades na gestão de Santino à frente do Legislativo municipal.

Os dados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (14) durante sessão da CPI que apura as supostas irregularidades. Segundo informações do vereador Júnior Datele (PEN), relator da CPI, foi apurado que R$ 226 mil dos R$ 345 mil pagos a empresa Nordeste Galpões em dezembro de 2016 foram depositados na conta corrente de sua própria mãe, Ana Maria Santino da Silva.

Ainda conforme o relator da CPI, a Empresa Nordeste Galpão não teria comprovação de serviços prestados a Prefeitura de Cabedelo.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.