Luciano Cartaxo anuncia conjunto de ações para bebês com microcefalia e suas mães

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, na manhã desta quarta-feira (28), um conjunto de ações nas áreas de saúde e assistência social para bebês diagnosticados com microcefalia e suas mães. Após a realização de um levantamento e um cadastro social, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está buscando facilitar e ampliar a capacidade de atendimento a estes bebês e oferecer um serviço mais completo não só para eles, mas também para suas mães que precisarem de uma assistência especializada.

A partir de agora, todos os atendimentos que já vinham sendo oferecidos e realizados pela Rede Municipal de Saúde serão concentrados no Centro de Referência Municipal de Inclusão para Pessoas com Deficiência (CRMIPD), no bairro Pedro Gondim, sempre as quartas e sextas-feiras. Lá, as crianças contarão com os serviços realizados por uma equipe multiprofissional formada por fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e neuropedriatras. Além disso, as mães que necessitarem, também poderão contar com atendimento psicológico.

Na manhã desta quarta-feira (28), o prefeito e a primeira-dama, Maísa Cartaxo, participaram de um café da manhã com mães e bebês no CRMIPD, no qual foram explicados os detalhes da nova sistemática de atendimentos que está sendo organizada pela PMJP, que incluiu também a reorganização do fluxo para marcação de exames.

“O nosso objetivo é contemplar e acolher cada vez mais as crianças com microcefalia, pois elas precisam de um cuidado e um atendimento integral e especial. E essa é uma oportunidade muito importante que a Prefeitura está dando por centralizar no Centro todas as ações em diversas áreas, com nossas equipes profissionais, fazendo um acompanhamento completo do atendimento a estas crianças, inclusive facilitando o encaminhamento ao INSS, no caso de aposentadoria. Enfim, é um acolhimento que passa por diversas secretarias e que garantirá um cuidado melhor para o desenvolvimento destas crianças”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

O secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, destacou ainda que além deste cuidado com os bebês, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também tem feito um trabalho preventivo de sucesso para evitar novos casos de bebês nascendo com diagnóstico de microcefalia. “Trabalhamos muito nos anos de 2015 e 2016 no combate ao mosquito e o resultado é que não tivemos, nestes seis primeiros meses de 2017, o nascimento de nenhum bebê com microcefalia. Isso é muito importante e precisamos continuar cada um, na sua casa, cuidando do seu espaço, para evitar criadouros do mosquito”, disse.

Habitação – De acordo com a secretária de Habitação, Socorro Gadelha, através do cadastro social, no qual foram feitas visitas nas casas de algumas dessas crianças para analisar a condição financeira das famílias e orientar sobre a importância de se inscrever nos programas da PMJP, foram identificadas 40 que não moram em residências próprias e se enquadram no programa habitacional da Prefeitura. A partir deste cadastro, estas mães poderão ser contempladas com apartamentos do Programa Habitacional da prefeitura.

“Orientamos as mães a se inscreverem para que nas próximas entregas, elas possam estar sendo contempladas. Então vai ser um avanço muito grande, pois estas crianças estarão sendo mais bem acolhidas e poderão ser sorteadas com apartamentos, o que garantirá um lar mais preparado, acessível e com as condições favoráveis ao desenvolvimento delas com o máximo de conforto possível. Temos 11 mães que já estavam cadastradas no programa e já serão contempladas na próxima entrega de residencial feita pelo prefeito”, destacou a secretária.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.