Berg Lima volta a ser alvo de pedido de CPI para cassar seu mandato em Bayeux

O prefeito da cidade de Bayeux, Berg Lima, será alvo de um pedido de cassação de seu mandato. Desta vez, o autor do pedido é o ex-secretário de sua própria gestão, Ramon Acioly, que pediu demissão na última semana de seu cargo na Secretaria da Indústria, Turismo e Comércio da cidade de Bayeux.

De acordo com informações, Ramon teria coletado mais de duas mil assinaturas para entrar com um pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na casa. O pedido deve ser protocolado ainda nesta terça-feira (27).

Na última semana Ramon Acioly foi até a Câmara de Bayeux e, em plenário, anunciou sua demissão da pasta que comandava e fez uma série de denúncias. O ex-secretário afirmou ter constatado a existência de funcionários fantasmas na prefeitura comparando dados do Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).

Ao ler sua carta de renúncia, o ex-secretário comunicou que sua saída da prefeitura de Bayeux acontece devido à “falta de condições de trabalho, morosidade e desinteresse nas ações desenvolvidas pela Secretaria, por parte do gabinete, a falta de transparência institucional, a insatisfação de servidores face ao caos administrativo instalado e a iminente demissão em massa que se aproxima”.

O vereador Jefferson Kita (PSB), presidente escolhido antecipadamente para o segundo biênio na Câmara, afirmou que ainda não chegou nada oficial na Câmara. Ele também disse que os vereadores estão aguardando que Ramon Acioly leve os documentos que comprovem sua denúncia para instalar uma investigação.

Kita ainda disse que os vereadores já entraram em contato com o secretário que assumiu a pasta para que ele possa fazer os esclarecimentos necessários. “Se as denúncias forem provadas nós vamos enviar para o Ministério Público”, ressaltou o vereador de Bayeux.

 

ClickPB

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.