Professor União pode assumir direção da Confederação Brasileira de Handebol

O presidente da Confederação CBHd (Confederação Brasileira de Handebol) há 28 anos, Manoel de Oliveira tornou-se inelegível nesta quinta-feira e foi afastado definitivamente do cargo pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do handebol. Em julgamento realizado em São Paulo, ficou decidido que a chapa do dirigente cometeu “gestão temerária” e não pode assumir o poder. Desta forma, o tribunal determinou novas eleições em até 40 dias. Manoel tentou reverter a situação em forma de liminar, mas não obteve sucesso.

Quem deve assumir interinamente a Confederação , até que se realiza novas eleições, é um paraibano. Adenilson Maia Correia Lima, o Professor União, que era o vice-presidente da antiga gestão, mas decidiu não concorrer a reeleição junto com Manoel, por entender que a CBHd precisava de renovação, é quem deve conduzir a entidade até a realização de um novo pleito.

União foi atleta de handebol do Colégio Pio X, arbitro nacional e internacional e vice-presidente da Confederação durante oito anos.

O paraibano já vem sendo acionado por presidentes de confederações de vários estados. As informações são do blog de Marcos Wéric.

 

Paraibaja

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.