Professor União pode assumir direção da Confederação Brasileira de Handebol

O presidente da Confederação CBHd (Confederação Brasileira de Handebol) há 28 anos, Manoel de Oliveira tornou-se inelegível nesta quinta-feira e foi afastado definitivamente do cargo pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do handebol. Em julgamento realizado em São Paulo, ficou decidido que a chapa do dirigente cometeu “gestão temerária” e não pode assumir o poder. Desta forma, o tribunal determinou novas eleições em até 40 dias. Manoel tentou reverter a situação em forma de liminar, mas não obteve sucesso.

Quem deve assumir interinamente a Confederação , até que se realiza novas eleições, é um paraibano. Adenilson Maia Correia Lima, o Professor União, que era o vice-presidente da antiga gestão, mas decidiu não concorrer a reeleição junto com Manoel, por entender que a CBHd precisava de renovação, é quem deve conduzir a entidade até a realização de um novo pleito.

União foi atleta de handebol do Colégio Pio X, arbitro nacional e internacional e vice-presidente da Confederação durante oito anos.

O paraibano já vem sendo acionado por presidentes de confederações de vários estados. As informações são do blog de Marcos Wéric.

 

Paraibaja

você pode gostar também Mais do autor