Caso PBPrev: julgamento é adiado novamente, mas outros dois juízes votam contra a cassação

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba retomou nesta segunda-feira (24) o julgamento da ação que aponta suposto uso da PBPrev em benefício da candidatura do socialista.

Por enquanto, o relator e outros dois juízes votaram pela improcedência da ação e apenas um se posicionou a favor da cassação.

Na sessão de hoje, em seu voto vista, a juíza Micheline Jatobá votou contra a cassação do governador Ricardo Coutinho. O mesmo entendimento teve o juiz  Breno Wanderley, que também seguiu o voto do relator da ação, desembargador Romero Marcelo.

O julgamento da ação foi iniciado na última segunda-feira, mas interrompido após pedido de vista da juíza Micheline Jatobá.

O relator do processo, desembargador Romero Marcelo, votou pela improcedência, já o juiz Márcio Maranhão se posicionou pela cassação.

Em seu parecer, o Ministério Público destacou uma série de irregularidades praticadas nas eleições de 2014 e se posicionou pela cassação e inelegibilidade do governador.

 

Com MaisPB

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.