Com propositura de Helton Renê, Câmara da Capital celebra os 95 anos do PCdoB

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) realizou uma sessão especial para celebrar os 95 anos do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). A celebração aconteceu na tarde desta quarta-feira (5), no Plenário Senador Humberto Lucena, em proposição do vereador Helton Renê (PCdoB). O vereador Marcos Henriques (PT) secretariou os trabalhos do evento. As galerias da Casa estiveram lotadas por personalidades pessoenses e a militância do partido.

Em sua justificativa, o vereador Helton Renê disse que o PCdoB foi forjado à ferro e fogo sempre defendendo a Soberania Nacional. “Este é um dia festivo em que comemoramos uma luta sólida. A plateia está lotada por quem tem o que mostrar à sociedade. O PCdoB sempre está de olho no futuro dando continuidade a sua história de luta. O partido tem sido nosso porto seguro, onde traçamos metas e objetivos”, declarou. Ele fez uma breve reconstituição sobre a história do partido, destacando as principais conquistas nas transformações da sociedade brasileira e seus principais representantes. Na ocasião o vereador apresentou um vídeo contando a trajetória do partido no Brasil.

O parlamentar Marcos Henriques falou da satisfação em participar da celebração de reconhecimento de uma legenda que sempre lutou pelos movimentos sociais. “É uma alegria celebrar este partido, em um momento em que os partidos de esquerda são colocados à prova. Um período em que querem dizer que o que é público é ruim e bom é o privado, o povo precisa de um alerta para defender a democracia do país. Esse partido faz parte desta luta”, afirmou.

Segundo o presidente estadual do PCdoB na Paraíba, Simão Almeida, embora a legenda seja a mais antiga do país, nos seus 95 anos, é um partido jovem, no qual existe uma massiva militância da juventude ligada aos ideais socialista no Brasil. “O PCdoB é um partido de militância com vida orgânica. A luta continua para não permitir que grandes conquistas do nosso povo sejam perdidas. É necessária uma grande mobilização do povo brasileiro, uma união de ampla força para garantir o estado de direito de nossa Nação”, defendeu.

O presidente municipal do PCdoB em João Pessoa, Agamenon Sarinho, destacou que o partido está impregnado na história do país, sempre presente nas conquistas sociais do povo brasileiro. “O PCdoB vem lutando contra qualquer agressão à democracia do país. É uma referência importante para os que querem defender os movimentos sociais com aproximação aos anseios do povo e aos que lutam pela melhoria de nossa sociedade”, afirmou.

O presidente estadual da União da Juventude Socialista (UJS), Maílson de Lima, comentou que o partido vai continuar na luta por um país mais justo e solidário. Já a representante da União Brasileira de Mulheres (OBM), Lourdes Meira, afirmou que o PCdoB foi o primeiro do mundo a reconhecer a importância da participação da mulher nas transformações da sociedade.

A secretária municipal de Mulheres do PCdoB, Gregória Benário, disse que a legenda sempre esteve presente nos movimentos históricos e marcantes do Brasil. Sempre como protagonista em defesa dos direitos sociais. “Com a ousadia da juventude, a experiência dos veteranos e o empoderamento das mulheres estamos prontos para fazer e acontecer e lutar para reverter este momento crítico porque passa nosso país”, declarou.

Breve Histórico

Fundado em 25 de março de 1922, na cidade de Niterói no Rio de Janeiro, e reorganizado em São Paulo, em 18 de fevereiro de 1962, o Partido Comunista do Brasil é um partido brasileiro de esquerda, com bases ideológicas nos princípios do marxismo-leninismo, com representatividade nacional muito em função da penetração nos meios sindicais e estudantis.

De acordo com o site oficial da legenda, o princípio básico da organização do PCdoB é o centralismo democrático, que estimula a expressão das pessoas de forma livre e responsável para a construção das orientações partidárias sob um único centro dirigente, no qual as decisões tomadas são válidas para todos, subordinando o interesse individual ou da minoria ao do coletivo, ou da maioria. Assim, o Partido age como um todo uno, onde a unidade de ação é sua força para um Brasil socialista, verdadeiramente democrático e soberano.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.