Na AL, Hervázio diz que Gadelha cometeu crime eleitoral ao exibir vídeo de campanha política

Os líderes da situação e da oposição na Assembleia Legislativa, Hervázio Bezerra (PSB) e Renato Gadelha (PSC), se confrontaram nesta terça-feira (20), após o oposicionista exibir no plenário da Casa um vídeo sobre a campanha eleitoral do município de Sousa, no Sertão da Paraíba. O socialista acusou Renato Gadelha de praticar crime eleitoral.

“Vossa Excelência errou e eu louvo que a Justiça Eleitoral não venha com punição para a Assembleia porque quem tem que arcar com as consequências é Vossa Excelência, não nós. Fica portanto a minha indignação. Com a experiência de vida que tem, o deputado Renato Gadelha vem para constranger os seus colegas e o telespectador e, acima de tudo, para praticar um crime eleitoral ao passar um guia eleitoral de Sousa”, disse.

Já o deputado estadual Renato Gadelha negou que tenha praticado crime eleitoral no Poder Legislativo.

“Eu não infringi a lei eleitoral, eu estou fazendo isso para uma TV que tem alcance local e não chega onde está sendo disputado o pleito. Estou fazendo isso por direito de resposta porque o deputado Lindolfo Pires ocupou todas as emissoras para denegrir a nossa imagem, tentando macular a imagem de homens de bem, tentando dizer que nós seríamos mandantes de atentados. A quem interessa esse atentado, a nós não, porque teríamos a recriminação do povo da cidade. A ele interessa tentar virar o jogo. Eu vim fazer justiça a nossa família”, rebateu.

Os parlamentares se referiram a um suposto atentado sofrido pelo candidato a prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB), que teve sua residência atingida por disparos na madrugada desta segunda-feira (18).

 

Blogdogordinho

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.