Ex-aliado volta a atacar Ricardo: “Ele e seu partido querem governar o Estado e a Prefeitura de uma só cadeira”

O vereador de João Pessoa, Ubiratan Pereira – Bira (PSD), comentou nesta quarta-feira (27), a decisão do presidente do diretório municipal do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Ronaldo Barbosa, sobre a retirada da pré-candidatura de João Azevêdo, para prefeito da Capital. Um projeto político que, mesmo sem peso e popularidade junto aos pessoenses, há mais de seis meses já vinha sendo trabalhado pelo grupo girassol e defendido pelo governador do Estado, Ricardo Coutinho e seu partido, o PSB.

Na avaliação de Bira, a retirada do nome de Azevêdo do pleito deste ano, além de demonstrar que o PSB não tem candidatura forte, revela a forma mandonista, manipuladora e autoritária de Ricardo Coutinho e do PSB junto aos seus correligionários e aliados políticos. Isso porque, apesar de não terem sido revelados na nota do PSB, a dificuldade de Azevêdo não decolar nas pesquisas e o período de campanha mais curto, foram alguns dos motivos que teriam enfraquecido ainda mais o gestor escolhido por RC para tentar impedir a reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), em João Pessoa, e não, as justificativas dadas pelo diretório municipal.

“Essa substituição do nome de Azevêdo é uma mera atitude intervencionista e ambiciosa, e não é de se estranhar, já que essa não é a primeira vez que Ricardo Coutinho e o PSB têm usado e depois descartado as pessoas aliadas que por ventura possam ameaçar o êxito de seus objetivos políticos, como bem fizeram em 2012”, disparou o vereador.

Agindo assim, Bira acrescentou que o governador e o PSB não têm medido as consequências sobre seus atos e têm se tornado a cada dia mais gananciosos pelo poder. “Ricardo e seu partido querem governar a Paraíba e João Pessoa de uma só cadeira. E com esse autoritarismo, mandonismo e arrogância, acham que em uma eleição se pode a todo tempo usar e trocar as pessoas, as figuras políticas, sem que a cidade deixe de perceber esse jogo pelo poder”, frisou ele.

Por fim, o vereador enfatizou que, enquanto o PSB procura um substituto para Azevêdo, o prefeito Luciano Cartaxo só avança com suas ações e obras na Capital. “Enquanto eles procuram um novo candidato a portas fechadas, Cartaxo inaugura hoje o Centro de Cultura de Mangabeira e anuncia a entrega de outras 50 obras até o mês de agosto”, concluiu Bira.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.