Vereador afirma que Governo do Estado vem perdendo a luta para a criminalidade na Paraíba

Os altos números de assaltos a postos de gasolina na Paraíba, divulgados na edição desta terça-feira (19), do Jornal Correio da Paraíba, geraram uma grande preocupação entre os cidadãos paraibanos e pessoenses. Um deles, foi o vereador Ubiratan Pereira – Bira (PSD), que revelou estar chocado com o aumento excessivo desse tipo de ocorrência e voltou a chamar a atenção do Governo do Estado, que possui a responsabilidade constitucional pelo setor da Segurança Pública, para que os esforços no combate à violência sejam redobrados, principalmente em João Pessoa.

É válido lembrar que na semana passada, o parlamentar já tinha inclusive usado a tribuna da Câmara Municipal, para denunciar essas e outras ocorrências, como os frequentes assaltos às agências dos correios e bancárias, que somente em 2015 somaram quase 130 ocorrências, e nos primeiros meses de 2016 já atingem o número de 28 casos, e também o alto número de homicídios, 1.366 deles somente no ano passado, inclusive de 3 policiais militares, além de 16 juízes ameaçados de morte, que também são problemáticas causadas pela falha na Segurança Pública do Estado, maquiada pelo Governo Estadual.

De acordo com a matéria do Jornal Correio da Paraíba, até a primeira quinzena de abril, haviam sido registrados 371 assaltos a postos de gasolina em toda o Estado, sendo 203 deles na Região Metropolitana de João Pessoa. O número corresponde a 54,63% das ocorrências registradas em 2015.

“É lamentável! Mas, contra fatos não há argumentos. Em pouco mais de três meses, nosso estado já registra mais da metade da quantidade de assaltos a postos de gasolina ocorridos em todo o ano de 2015. É um dado que demonstra claramente que o Governo do Estado está perdendo a guerra contra o crime”, disparou Bira.

O vereador voltou a lembrar que, os números são negativos não apenas no que diz respeito a este tipo de ocorrência. Segundo o último levantamento do Mapa da Violência, principal referência estatística sobre a violência, a Paraíba tem se colocado entre os estados mais violentos do Brasil. De 2002 a 2012, período em que a cidade foi governada por seis anos pelo atual governador, o número de homicídios cresceu em 100,1% na Capital.

“A notícia é realmente preocupante. Porque ela se soma a outros dados que foram divulgados recentemente e que reforçam a falta de capacidade que o Governo do Estado tem demonstrado em combater a violência urbana. Não podemos esquecer que o Mapa da Violência coloca a Paraíba como o sexto estado mais violento do Brasil. E João Pessoa como a terceira capital”, enfatizou ele.

Bira destacou ainda que, isso acontece mesmo com todos os esforços da Prefeitura de João Pessoa nas ações de segurança preventiva. Ele citou inclusive algumas ações da gestão do prefeito Luciano Cartaxo, como a criação da Secretaria de Segurança Urbana, o aumento do efetivo e do investimento em equipamentos para a Guarda Municipal e a instalação do sistema de monitoramento com câmeras de segurança no Centro Histórico.

“A Constituição determina que o combate à violência é uma tarefa do Governo do Estado. Mesmo assim, a gestão do prefeito Luciano Cartaxo tem feito de tudo para ajudar, realizando um belo trabalho na segurança preventiva. Mas, o trabalho de inteligência, de combate e repressão ao crime é papel do Governo e, como os números mostram, não há bons resultados para serem comemorados”, finalizou Bira.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.