Prefeito de João Pessoa coordena trabalho de prevenção às chuvas

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) informa que o trabalho de prevenção às chuvas, iniciado desde a última sexta-feira (15), continua sendo realizado em toda cidade. Durante este domingo (17), o prefeito Luciano Cartaxo se reuniu com a Defesa Civil e a equipe de outras nove secretarias para coordenar o trabalho de mais de 250 profissionais. Nas últimas 72h, a Capital recebeu o maior volume de água já registrado em abril dos últimos 17 anos. Apenas durante o final de semana caíram 283 milímetros, número superior ao registrado em 1999, quando cidade obteve a média de 263,9 milímetros em 30 dias.

Desde o início das chuvas, informadas pela prefeitura por meio de um alerta da Defesa Civil Nacional, mais de 80 vistorias já foram realizadas na cidade, evitando maiores riscos à população. O trabalho também envolveu o atendimento a 32 famílias que ficaram desabrigadas em função do grande volume de águas. Elas já se encontram em abrigos montados pela PMJP ou em casas de parentes e familiares. “Todo acompanhamento vem sendo feito em tempo real, com a presença dos agentes nas ruas e através das câmaras Semob. A população também tem contribuído de forma decisiva, informando as principais áreas atingidas pelas chuvas”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

Os principais pontos de alagamento estão sendo monitorados. Uma equipe trabalha desde ontem na recuperação do asfalto da Rua Padre Azevedo, no Centro, que foi danificado em decorrência do grande volume de chuva na antiga tubulação que leva a água até o Rio Sanhauá. A intervenção deve ser concluída até esta segunda-feira (18). Também a partir de amanhã, a Avenida Beira-Rio, que está em obras para evitar futuros alagamentos, vai receber o serviço de drenagem, com jatos de sucção, nas imediações da Comunidade Tito Silva, entre os bairros Castelo Branco e Miramar.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Noé Estrela, as ações de prevenção contribuíram para reduzir os efeitos do maior volume de chuvas de quase duas décadas. “Além do maior trabalho das equipes nas ruas, a prefeitura vem desempenhando importantes ações de infraestrutura, reduzindo alagamentos históricos em áreas como Timbó, Saturnino de Brito, Citex, assim como no Parque Solon de Lucena”, disse.

O coordenador explica que as ações desenvolvidas na área de habitação, que já beneficiaram aproximadamente 14 mil pessoas, também reduziram os efeitos das chuvas. “Em 2013, mesmo diante de um menor volume de chuvas, mais de 500 famílias ficaram desabrigadas. Hoje, com o maior trabalho de prevenção, esse número foi dez vezes menor”, explicou.

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) está com mais de 50 pessoas trabalhando diretamente em serviços de limpeza de canaletas, drenagem e poda de árvores, esta última com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam). Até o momento, foram registradas a queda de 14 árvores. A Semob seguirá em regime de alerta, orientando motorista e pedestre. Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil no telefone 0800-285-9020. O serviço funciona durante 24h.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.